Análise ao sangue determina efeitos dos antidepressivos

Uma análise de sangue é o suficiente para saber se um antidepressivo é eficaz ou não.

397

Diz um estudo publicado na revista Science Signaling que uma análise ao sangue é o suficiente para determinar os efeitos do fármaco no paciente, ajudando a personalizar o tratamento e a decidir qual a melhor dosagem.

Conta o site ABC que, com a análise ao sangue, é possível detetar as mudanças epigenéticas, identificando, assim, as alterações nos níveis de certas proteínas.

Estes resultados indicam que a depressão pode estar na origem de danos nas sinapses cerebrais (isto é, nas ligações entre os neurônios) e possibilitam a previsão dos efeitos dos antidepressivos e podem ditar o fim das prescrições por ‘tentativa erro’ de tratamentos antidepressivos.

No ano passado, um estudo da Universidade de Northwestern revelou que um simples teste de sangue consegue também indicar se uma pessoa está ou não deprimida.