SIC e MEO assinam novo acordo para distribuição de seis canais até 2018

A SIC, do Grupo Impresa, e a Portugal Telecom acabam de assinar um novo acordo de distribuição dos seis canais SIC na plataforma MEO, que se inicia em janeiro e é válido por três anos, divulgaram hoje as empresas.

624

O novo acordo tem início já em janeiro, é valido até dezembro de 2018 e permitirá ao grupo de Francisco Pinto Balsemão “cumprir os objetivos de crescimento que traçou para 2016”, assim como ao MEO, da PT Portugal (grupo Altice), “disponibilizar aos seus clientes os melhores conteúdos em português”, segundo o comunicado conjunto hoje divulgado.

“Neste âmbito, a SIC vai distribuir seis canais na plataforma MEO nos próximos três anos, com a entrada da SIC Caras em janeiro de 2016, que após celebrar recentemente o seu 2º aniversário, vê a sua audiência crescer exponencialmente”, lê-se no comunicado.

Nos próximos três anos, a SIC vai então distribuir na plataforma de televisão por subscrição MEO, que chega a mais de quatro milhões de portugueses, todos os canais que fazem parte do seu universo: SIC, SIC Notícias, SIC Radical, SIC Mulher, SIC K e SIC Caras.

“Conseguimos chegar a um acordo muito relevante para o Grupo Impresa, com um parceiro importante para nós. Além disso, vamos alargar a audiência potencial dos nossos seis canais nacionais a mais espectadores”, frisa o presidente executivo do Grupo Impresa, Pedro Norton, citado no comunicado.

No mesmo sentido, o presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves, destaca: “Este é um acordo, que acreditamos será benéfico, acima de tudo, para os espectadores da SIC e clientes do MEO”.

O gestor diz que o novo acordo “é o reforço do compromisso” que a operadora assumiu “de disponibilizar sempre os melhores conteúdos nacionais” e de ter uma oferta que vai ao encontro do que os seus clientes procuram.

“E é com grande satisfação que hoje anunciamos que a partir de janeiro a SIC Caras fará parte da oferta do MEO e chegará a mais quatro milhões de portugueses. Este é o caminho que estamos a traçar, de termos os melhores conteúdos alicerçados na melhor e maior rede de fibra ótica do país, num vasto ecossistema de inovação e com o compromisso de integrar um serviço de excelência”, diz Paulo Neves, também citado no documento.

A SIC, tal como a TVI, encontrava-se em negociações com a Meo, para a distribuição dos seus canais na plataforma, tendo a RTP chegado a acordo no mês passado.

O impasse no acordo entre a SIC e a TVI com a Meo levou a que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) já tenha manifestado preocupação sobre o tema, admitindo a possibilidade de recorrer ao mecanismo legal das obrigações de transporte.

Depois do acordo hoje divulgado e do anúncio sobre o novo acordo de distribuição dos canais temáticos da SIC com a Vodafone Portugal também este mês, falta apenas agora a TVI chegar a acordo com a MEO.