Alargar cobertura da fibra ótica por todo o país, o objetivo da PT

O presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves, anunciou na quinta-feira à noite que espera ter 700.000 casas com fibra no final deste ano e que vai alargar a cobertura desta rede aos Açores e Madeira a partir de abril.

617

“Dissemos que queríamos cobrir três milhões de casas ao fim de cinco anos, estamos a fazer 2.500 a 3.000 casas por dia e esperamos no final do ano ter uma cobertura adicional de 700.000 casas”, afirmou Paulo Neves, no jantar-debate organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC), que decorreu em Lisboa.

“Estamos afazer mais do que dissemos, não queremos fazer 600.00, queremos 700.000”, salientou.

Em novembro do ano passado, a dona da Meo tinha anunciado o alargamento da cobertura da rede de fibra ótica a três milhões de casas até 2020, o que se traduziria num ritmo de 50 mil casas por mês nos próximos cinco anos (600 mil casas por ano).

“Já instalámos mais de 250.000 casas”, ou seja, mais de 250.000 famílias podem “utilizar a rede de fibra da PT”, disse.

Além disso, Paulo Neves anunciou, “em primeira mão”, que a partir do próximo mês a PT Portugal iria fazer o “‘deployment'” [alargamento da cobertura] “nas ilhas” dos Açores e da Madeira.

Relativamente aos trabalhadores da operadora de telecomunicações, Paulo Neves afirmou: “Não estamos a fazer despedimentos”.

Acrescentou que a empresa tem “mais de 2.000 pessoas a trabalhar no ‘deployment’ da fibra” e 4.000 nos ‘contact centers’ [centros de contacto] da Altice em Portugal.

“O que temos feito é reutilizar e utilizar as pessoas”, acrescentou