A ilha de Koh Tachai, na Tailândia, será fechada em definitivo, porque os seus recursos naturais e o ambiente estão a ser fortemente prejudicados pelo turismo de massas. As autoridades tailandesas não se ficarão por aí e vão fechar quase todos os parques nacionais que dão para a costa do país, entre maio e meados de outubro, para protegê-los contra a maré sem fim de turistas que assola aquele país. A história está na BBC.

Koh Tachai faz parte do Parque Nacional Similan e fica na província de Phang Nga. Segundo a imprensa local, diz a BBC, os especialistas sugerem que a praia daquela ilha poderá suportar apenas 70 pessoas, mas o que acontece por vezes fica bem longe dessa marca: chegam a registar mais de mil turistas. Quem já visitou ou leu sobre a realidade tailandesa tem conhecimento da quantidade pornográfica de turistas e o caos que é para visitar aquelas ilhas paradisíacas.

“Temos de fechá-la para permitir uma reabilitação do ambiente, tanto da ilha como do mar, sem haver perturbação das atividades turísticas, para que os danos não sejam irreversíveis”, defendeu Tunya Netithammakul, responsável pelos parques nacionais do país, em declarações ao Bangkok Post.

O drama do turismo de massas, as suas consequências e as medidas contra os perigos do mesmo foram abordados num artigo do Observador publicado a 24 de abril, numa lógica virada para a Europa. O que está a acontecer em Barcelona, Copenhaga, Paris, Veneza e Lisboa? A discussão sobre os pequenos paraísos urbanos que viraram o suspiro do planeta inteiro já anda nas ruas dessas cidades.

Cinque Terre, na costa da Ligúria italiana, é um bom exemplo e comparável ao que se passa agora na Tailândia. Património mundial da Unesco desde 1997, junta cinco pequenas aldeias com nomes bonitos: Monterosso, Manarola, Vernazza, Corniglia e Riomaggiore. Cinque Terre quer travar a vaga de turistas antes que seja tarde de mais. Para tal, as autoridades locais querem limitar o número de turistas em um milhão e meio, para preservar a cultural local, diminuindo assim em um milhão de visitas o que acontecera em 2015. As entradas serão controladas através de aparelhos.

Para já, a Tailândia, que recebe dezenas de milhões de turistas por ano, encerrou sem data de reabertura a ilha de Koh Tachai, mas muitas praias e zonas protegidas em parques naturais estarão encerradas durante a época das chuvas. E assim começa o travão ao turismo de massas para aquelas bandas…