VELAS, QUANDO O MELHOR SE CONCENTRA NUM MUNICÍPIO

Uma das mais antigas povoações da Ilha de São Jorge, Velas, oferece o que há de melhor nos Açores. Visite Velas através, do Presidente da Câmara, Luís Silveira.

425

Enquanto Presidente do Município de Velas que missão o define perante a sua população?

Considero que a missão que este Executivo Camarário tem desde o dia que tomou posse passa pela implementação de estratégias e linhas orientadoras que possibilitem a criação de condições de excelência para as pessoas, as instituições e empresas do Concelho das Velas, visando recuperar a confiança e o Património Municipal, incentivando o desenvolvimento económico, social e cultural do Município, de uma forma sustentada, numa perspetiva de modernização e inovação, compatibilizando-o com a coesão social e territorial e a qualidade de vida da população.

Quando tomou posse houve remodelações necessárias a fazer no sistema? Quais?

Sim, nós recebemos uma autarquia num estado muito crítico e, por isso, tivemos que fazer inúmeras alterações, algumas difíceis, mas que felizmente têm dado resultados positivos. Tudo estava muito velho e obsoleto, tudo estava com muita falta de intervenção e, portanto o nosso compromisso foi o que não deveríamos fazer novas infraestruturas e novos investimentos quando não estamos a manter aquilo que foram os investimentos durante 20 anos e quando temos o nosso património degradado e obsoleto. Este foi o nosso compromisso e foi o nosso objetivo e é, de facto, aquilo que estamos a fazer.

 

Fajã de João Dias

O turismo e a gastronomia são pontos de referência muito fortes nos Açores. Em Velas, que incentivos têm sido promovidos neste sentido?

É verdade que o turismo cresceu exponencialmente desde que se investiu nesse sentido e as low cost tiveram acesso ao nosso espaço aéreo. E é verdade também que nós temos muito para oferecer a quem nos visita, tanto a nível gastronómico, como a nível de turismo de natureza e aventura, sendo este terrestre e aquático. É incrível como ilhas tão pe           quenas têm tanto para oferecer. E São Jorge, neste caso em apreço, o Concelho de Velas, tem tudo o que um turista procura: boa comida, a tranquilidade das fajãs, trilhos pedestres, paisagens de cortar a respiração, edifícios com história, população hospitaleira e uma herança cultural muito rica.

Portanto, sim, o turismo está cada vez mais a acentuar-se na região e na ilha e é preciso estarmos preparados para receber as pessoas, e isso passa por todo um leque de serviços que estamos a preparar para que já este verão as pessoas de cá e de lá possam ter umas férias agradáveis. Por exemplo, a devida sinalização e informação turística espalhada por todos os pontos de interesse do nosso Concelho.

O Concelho de Velas encontra-se no ranking nacional dos Municípios Portugueses, na 10ª posição, o que é uma prova de prestígio.

O Concelho das Velas encontra-se no top 10 regional, ocupando a 7ª posição, segundo a empresa Bloom Consulting. A nível nacional temos vindo a subir cada vez mais, ano após ano, sendo que em 2014 obtivemos uma considerável subida de 25 posições. Claro que esta informação é bastante satisfatória e ficamos contentes por saber que o trabalho que fazemos está a dar frutos. Ainda assim, não temos em mente estatísticas, até porque num caso insular, estas valem o que valem. Mas o que é facto é que foi sempre esse o nosso desafio: ter habilidade, orientação e capacidade para fazer mais com menos. Foi a base da minha campanha, comprometi-me com as pessoas que, em caso de ser o escolhido para liderar o Município de Velas durante o presente mandato, o lema seria fazer mais com menos. E tendo sempre em mente as reais necessidades das pessoas.

XXVII Semana Cultural das Velas - de 03 a 06 de Julho de 2014

Considera questões como inovação e modernização cruciais para a melhoria do município?

Claro que sim. Pretende-se que as Velas sejam um Concelho dinâmico, criativo, inovador e competitivo, através da preservação, valorização e promoção da nossa herança cultural, histórica e ambiental. Um lugar onde as pessoas sejam a fonte inspiradora das ações e políticas municipais, constituindo-se como uma porta de futuro.

Na agenda cultural do Município para 2016 que ações estão previstas?

A Agenda Cultural tem uma oferta muito variada. Este ano voltamos a reativar as sessões de cinema, que era algo que estava inativo há largos anos. E depois, tentamos que a oferta cultural seja o mais ampla possível, desde exposições, teatro, dança, desporto, eventos tradicionais pelas várias freguesias do Concelho. É, então, nosso objetivo que todos os fins de semana haja pelo menos um evento cultural patente no Concelho. Até agora temos correspondido a este desafio e, se tudo correr como está previsto, continuaremos a corresponder.

Para quem ainda não conhece, o que há para contar sobre Velas?

Ao passear pelo Concelho de Velas, pode descer às suas fajãs que fazem parte do Ex-líbris do Município. Os miradouros que se encontram pelo caminho não passam despercebidos, assim como os Parques Florestais. Para além dos passeios terrestres, pode também dar um passeio de barco pela costa da ilha e deslumbrar-se com as encostas verdejantes compostas por pequenas cascatas. Para além das paisagens fascinantes, pode ainda visitar os edifícios históricos do Concelho. Enfim, o que não faltam são atividades para todos os gostos. Em família, num grupo de amigos ou mesmo sozinho, aconselho vivamente a visitar o Concelho de Velas, na ilha do dragão adormecido – São Jorge.