Automóvel autónomo da Google cada vez mais perto

A contratação de um alto quadro para supervisionar a comercialização da sua tecnologia para veículos sem condutor, deixa antever que o automóvel autónomo da Google está cada vez mais perto.

304

Shaun Sewart é um nome que pouco dirá à maioria, em especial fora dos EUA. Mas a contratação por parte da Google deste ex-executivo da Airbnb, a empresa especializada em alugueres online de casas de férias, deixa perceber que o “gigante” da área da tecnologia estará cada vez mais próximo de lançar no mercado a sua tecnologia de condução autónoma.

Em comunicado, a Google anunciou que Stewart passa a integrar a empresa enquanto director do projecto do automóvel autónomo, tendo como principal tarefa ajudar a assegurar a respectiva comercialização. Um projecto que está a ser desenvolvido há já mais de sete anos, mas que registou um avanço de monta nos últimos doze meses.

Uma centena de monovolumes Chrysler Pacifica estão a testar o sistema de condução sem condutor nos EUA
Uma centena de monovolumes Chrysler Pacifica estão a testar o sistema de condução sem condutor nos EUA

De recordar que o ex-responsável técnico deste projecto previu, em 2015, que a Google estaria pronta a produzir a sua tecnologia de condução autónoma em 2020, e que a empresa estaria em busca de parceiros para este efeito entre as marcas de automóveis de dimensão global. Entretanto, no decurso do último ano, a empresa não só inaugurou um centro de engenharia no estado norte-americano do Michigan, como assinou um acordo de colaboração com a Fiat Chrysler Automobiles no sentido de duplicar a sua frota de automóveis autónomos, actualmente composta por 60 veículos de testes, sendo que, desde o arranque do projecto, os seus protótipos já percorreram, autonomamente, praticamente três milhões de quilómetros.