Entre 2007 e 2014, uma menor deu 247 faltas injustificadas na escola, o que resultou numa multa de 1440 euros aos pais. O caso ocorreu em Palma de Maiorca, Espanha, quando a criança tinha entre 7 e 14 anos.

De acordo com o jornal El Mundo, que cita a história avançada pelo Diario de Mellorca, os pais admitiram os factos e deram-se como culpados dos crimes de abandono de menores e desobediência grave. O casal já havia sido notificado pelas autoridades para a obrigatoriedade da frequência escolar da menor, mas tinha ignorado a ordem.

A situação da criança, do sexo feminino, nascida em 2000, já estava identificada pelo tribunal de menores local, depois de ter dado 31 faltas injustificadas no ano letivo de 2012-2013, conta o El Mundo. Apesar da ordem do tribunal para que a criança frequentasse a escola, esta continuou a faltar às aulas, revelando já grandes dificuldades de aprendizagem.

Segundo o jornal espanhol, o ministério público pediu penas superiores para os pais, mas aceitou redução da pena após estes se terem dado como culpados. Assim, cada um deles tem de pagar uma multa de 720 euros.