Falta pouco mais de um ano para que se comece a ver no ar o carro voador da Eslováquia. A descolagem do AeroMobil está agendada para 2018, depois da entrega das primeiras encomendas e de um investimento de mais de 10 milhões de euros, revelou esta quarta-feira a empresa sedeada nos arredores de Bratislava, a capital da Eslováquia. Com chassis próprio e motor a gasolina, este veículo terá uma autonomia de 750 quilómetros e apenas irá precisar de mais de 300 metros para descolar e de cerca de 200 metros para a aterragem, indicou ao Dinheiro Vivo o CEO o cofundador e CEO, Juraj Vaculik. Os testes começaram há ano e meio e neste momento estão a ser testados 54 motores antes da abertura dos pedidos de encomenda, que ocorrerá no próximo ano.

AeroMobil-3-perspective-view-in-hangar-airplane-configuration-facing-right-e1479913192248-1024x607A aventura da AeroMobil começou em 2010 e, desde então, já foram desenvolvidos dois protótipos, o 2.5 e o 3.0, que esteve em exibição esta quarta-feira. Já está a ser preparado um sucessor, que deverá cumprir todas as normas europeias. Este veículo está certificado pelas autoridades locais como um ultraleve e está perfeitamente adaptado às infraestruturas aeroportuárias.

O modelo base deverá começar por ser vendido por 60 mil euros mas o preço poderá duplicar mediante os opcionais que os clientes quiserem instalar. Este carro voador estará preparado para comunicar com as outras aeronaves. Para conduzir este veículo no ar serão necessárias, pelo menos, 40 horas de voo.