A plataforma que ajuda a preservar o funcionamento de competências cognitivas

José Carlos Teixeira, Professor da Universidade de Coimbra e CEO da Mediaprimer, em entrevista à Revista Pontos de Vista, fala sobre um dos mais recentes projetos – Primercog- uma plataforma inteligente - e sobre o seu impacto.

287

A Mediaprimer desenvolveu uma plataforma (primercog) digital inteligente desenvolvida tendo em conta o envelhecimento da população. Como funciona a mesma? 

A plataforma Primercog (www.primercog.pt) está acessível através da internet e disponibiliza um conjunto de atividades de estimulação, manutenção, monitorização e reabilitação cognitiva. A equipa envolvida no desenvolvimento do Primercog é constituída por investigadores e profissionais em neurociências, design e engenharia, pelo que o Primercog é uma plataforma digital com uma base científica e tecnológica sólida, capaz de suportar o envelhecimento ativo e saudável. Permite o treino cognitivo da memória, atenção, funções executivas, linguagem e capacidade visuoespacial e exige a capacidade de executar várias tarefas, tais como cálculo mental, raciocínio abstrato, planeamento e resolução de problemas.

Para melhor corresponder às necessidades dos seus utilizadores a plataforma considera dois perfis: o perfil saudável (dirigido a adultos cognitivamente saudáveis) e o perfil clínico (dirigido a pacientes com diagnóstico médico de doença neuro-degenerativa, por ex. Défice cognitivo ligeiro e doença de alzheimer). Tem um entendimento claro dos utilizadores a quem se destina, comunica de forma clara e imediata o seu âmbito e os seus objetivos, sendo fácil de usar e bastante apelativo.

O utilizador, depois de autenticado na plataforma, tem acesso às atividades com diferentes níveis de dificuldade, de acordo com o seu perfil e o seu histórico de utilização. Concluída a realização de cada atividade, o utilizador tem acesso a informação básica sobre o seu desempenho. Os técnicos têm acesso a uma informação muito rica sobre toda a atividade de cada utilizador, que permite diferentes tipos de análise dos resultados.

O Primercog distingue-se dos jogos para treino cognitivo porque estes não têm, na sua grande maioria, um perfil específico para pessoas com distúrbios cognitivos. Por outro lado, também se distingue de outras soluções de treino cognitivo que não fazem uma distinção entre utilizadores saudáveis e utilizadores com perfis clínicos, têm interfaces gráficas muito pouco adequadas a pessoas com declínio cognitivo e a seniores com dificuldades visuais decorrentes dos efeitos normais do envelhecimento.

Já foi testada? Que resultados obtiveram? 

A plataforma Primercog realizou com êxito testes de validação funcional em adultos idosos com perfil saudável, confirmando a adequação das atividades de treino cognitivo e o design utilizado, para além de continuar a ser validada pelos dois perfis de utilizadores previstos.

Os testes focaram-se na avaliação do grau de aceitação, da experiência e interação, da eficácia e eficiência da experiência do participante durante a interação com o Primercog e das dificuldades e melhorias ao nível da usabilidade.

Os participantes nos testes realizam previamente uma avaliação psicológica que engloba os aspetos cognitivos, a auto perceção mnésica e o estado emocional, através de um conjunto de instrumentos de avaliação.

Os resultados foram muito positivos sugerindo uma boa adequação da plataforma ao público-alvo, corroborada pelo feedback dos participantes (2/3 consideraram as atividades “adequadas” e 1/3 “muito adequadas” às suas necessidades, características e limitações). Praticamente todos os participantes afirmam que raramente têm dificuldade em ler, compreender e interpretar a informação apresentada.

A Primercog foi desenvolvida com o suporte do Centro de Neurociências de Coimbra. A plataforma é uma ferramenta orientada para que profissionais de saúde? 

O Primercog é uma ferramenta útil para especialistas em saúde mental, psicólogos e outros profissionais que acompanham indivíduos com diferentes níveis de deterioração cognitiva no contínuo entre as alterações cognitivas devidas ao envelhecimento normal e as alterações cognitivas patológicas ligeiras. Permite a definição de programas de reabilitação ou manutenção cognitiva e a monitorização do desempenho dos utilizadores.

Que impacto poderá alcançar, a longo prazo, a plataforma na qualidade de vida da população? 

Como as modificações biológicas e fisiológicas que acompanham o envelhecimento poderão acontecer de forma mais lenta nas pessoas que permanecem mental e fisicamente ativas, a atividade cognitiva frequente antes da demência diagnosticada protege e retarda o declínio cognitivo normal da idade. A manutenção cognitiva regular com o Primercog ajuda a preservar o funcionamento das diversas competências cognitivas e estabilização do desempenho cognitivo.

O envelhecimento ativo e saudável é reconhecido pela União Europeia como sendo um dos maiores desafios societais atuais. Na sua opinião, em Portugal, envelhecer é sinónimo de dificuldade?

Ainda é. Enquanto as pessoas esperam por respostas adequadas a um envelhecimento saudável, existe a contradição entre a necessidade de investimento nesta área e as necessidades de contenção de custos na saúde. Acredito que quando forem assumidos os ganhos da prevenção em relação ao tratamento dos efeitos cognitivos do envelhecimento haverá mais meios para tornar acessíveis ferramentas como o Primercog.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA