Ganhou 38 milhões no casino mas afinal a máquina estava “avariada”

120

Uma mulher está a processar o casino que lhe ofereceu um jantar como prémio quando ela ganhou 43 milhões de dólares, cerca de 38 milhões de euros, numa slot machine. Katrina Bookman jogou no Resorts World Casino, em Nova Iorque, em agosto do ano passado e pensou ter ganho o maior jackpot em máquinas slot da história dos Estados Unidos, mas o casino informou-a de que a máquina estava avariada.

Na altura, Katrina tirou uma selfie com a máquina, que tem sido usada como prova de que realmente ganhou o jackpot de 42.949.672 de dólares. Ainda assim, ao invés do dinheiro do prémio, um funcionário do casino ofereceu a Katrina Bookman um jantar e 2,25 dólares, o equivalente a 2 euros.

View image on Twitter

A mulher recusou a oferta e esta semana moveu um processo contra o casino, após meses de conversações, avança a CN. Katrina, que é mãe solteira, diz estar a pensar apenas nos quatro filhos e argumenta que não consegue lidar com a desilusão.

No ano passado, o porta-voz do Resorts World Casino explicou que “os funcionários do casino perceberam que o número apresentado na máquina era o resultado de um óbvio problema técnico – um facto que foi depois confirmado pela New York State Gaming Commission”, a comissão responsável pela fiscalização do jogo neste estado.

O Resort World pediu desculpas pelo sucedido e a New York State Gaming Commission afirmou que a máquina informava que “problemas técnicos invalidam qualquer jogada e pagamento”.

O advogado de Katrina, Alan Ripka, diz que esta justificação é “ridícula”. “Não podem dizer que a máquina está estragada porque querem que esteja estragada”, disse Ripka à CNN. “Isso quer dizer que não há manutenção? E se sim, isso quer dizer que as pessoas que lá jogaram antes [de Katrina] tinham zero hipóteses de ganhar?”

Katrina acusa o Resorts World Casino de negligência, assim como as empresas que fizeram e fiscalizavam a máquina em que jogou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA