O Benfica vai exigir ao FC Porto o pagamento de uma indemnização na sequência dos chamado caso dos emails divulgados por Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto. Uma fonte do clube da Luz disse ao Correio da Manhã que “50 milhões de euros” é o valor que vai ser exigido pelo clube dirigido por Luís Filipe Vieira.

“Concorrência desleal, acesso ilegítimo a correspondência privada, difamação e violação do segredo de negócio” são os crimes que o Benfica quer imputar ao FC Porto, acrescenta ainda a mesma fonte benfiquista citada pelo Correio da Manhã.

O clube da Luz vai ainda avançar com um processo-crime contra o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, contra a SAD do clube e contra o Porto Canal, revela o mesmo jornal.

Foram igualmente divulgadas trocas de emails com Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD “encarnada”, e entre Luís Filipe Vieira e o então presidente da Liga, Mário Figueiredo. O FC Porto acusou ainda o Benfica de ter espiado o telemóvel de Fernando Gomes, quando o actual presidente da Federação liderava a Liga, num caso que inclui até referências ao alegado recurso a bruxaria.

As denúncias do FC Porto estão a ser investigadas pelo Ministério Público, depois de receber no passado mês de Junho uma denúncia anónima que dava conta do conteúdo desta troca de emails. O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol também abriu um inquérito para investigar estas denúncias.