Cerca de 1000 imigrantes tentaram novo assalto na fronteira de Ceuta com Marrocos

Cerca de um milhar de imigrantes subsarianos tentaram novamente hoje, pelas 06:00 locais (05:00 em Lisboa), passar a fronteira de Ceuta de Marrocos, incidente no qual ficaram feridos três guardas civis espanhóis e uma dezena de polícias marroquinos.

71

A tentativa de assalto massivo aconteceu apenas 24 horas depois de cerca de 300 imigrantes subsarianos terem tentado passar o posto fronteiriço de Tarajal, em Ceuta, a correr, sem que os agentes das forças de segurança tenham conseguido evitar a passagem de um total de 187 imigrantes.

Hoje, porém, a Guarda Civil espanhola estava alertada para esta nova tentativa e estava articulada com as autoridades marroquinas, cuja atuação contundente conseguiu que apenas umas três centenas de imigrantes alcançassem a vala fronteiriça, onde foram travados pelo corpo especial da Guarda Civil espanhola.

De acordo com fontes da Guarda Civil à agência de noticias espanhola Efe, o grupo numeroso de subsarianos atuou com uma violência extrema, com lançamentos de pedras, lanças improvisadas, paus e objetos contundentes, o que causou ferimentos em três agentes da autoridade espanhóis e em uma dezena de agentes marroquinos.

Há cerca de uma semana, depois de não se terem registado assaltos desde fevereiro, um total de 73 migrantes conseguiu entrar em território espanhol, tendo as autoridades marroquinas e espanholas conseguido travar um grupo mais numerosos de pelo menos 300.

LUSA