Vamos falar de revolução. Sim, leu bem. Mais importa dizer-lhe tudo aquilo que vai ler já foi testado e, por isso, comprovado. Conhece o PLR System? Esta é uma tecnologia revolucionária. Importa perceber como. É o que lhe vamos explicar através de uma entrevista com Jorge Pires, Diretor Geral da PLR System Portugal. Descubra tudo, agora.

Para contextualizar o nosso leitor, o que é o PLR System?

O PLR System é um equipamento que foi desenvolvido por especialistas em física quântica, sob um conceito revolucionário conhecido como teoria de escalonamento global – uma frequência harmonizada que define as vibrações mais eficazes, o mais baixo consumo de energia com maior produção de trabalho, em que o organismo atua – uma teoria reconhecida pela NASA e pela Agência Espacial Europeia.

Naturalmente o nosso corpo, fruto daquilo que é o meio ambiente ou de uma doença que possa despontar, não tem uma capacidade de regeneração tida como a ideal. O PLR faz com que essa capacidade seja “ativada”. No fundo, o equipamento relembra às células aquilo que é a sua frequência natural dos ritmos fisiológicos. Ou seja, vai acelerar o processo de tratamento de determinadas situações que demorariam mais tempo. Um exemplo: no caso de lesões desportivas, uma lesão que demore em média três meses de recuperação, com o PLR System conseguimos encurtar esse tempo entre 60% a 70% .

Para que tratamentos está indicado?

Convém entender que há uma divisão elaborada por sete áreas: órgãos, músculos, PLR Field – doenças relacionadas com o sono, por exemplo, drogas, sejam uma dependência química ou não, neurológica e imunológica. Dentro destas áreas podemos tratar doenças como Alzheimer, Parkinson, Osteoporose, Fibromialgia, Diabetes, lesões musculares ou ósseas e coisas mais básicas como queda do cabelo e celulite.

PLR System_Rui_Bandeira Fotografia_104A0436

Como funciona?

Ele funciona com uma bateria, e através de software instalado no telemóvel ou no computador, selecionamos o tratamento e temos indicação, via Bluetooth, do tratamento a realizar. Depois é só colocá-lo no local indicado. Simples e indolor.

Todos os tratamentos são efetuados da mesma forma, o que varia é o tempo e o local.

Trata-se de um produto inovador que pode ajudar a melhorar a qualidade de vidas das pessoas. Qualquer pessoa pode recorrer a este sistema?

Qualquer pessoa sem exceção. Não existem efeitos secundários. Todos os tratamentos são indolores e não invasivos.

Quais são os benefícios mais impactantes destes tratamentos?

Podem ser destacados: o facto de poupar entre 60 a 70% do tempo de recuperação, ter a capacidade de incidir de forma mais profunda, ser indolor, não ter efeitos secundários, de não necessitar de medicação e de ser um tratamento não invasivo.

Estes são os pontos-chave do equipamento. Como todos os tratamentos são não invasivos estamos perante uma terapia que quase podemos considerar como natural.

Estamos a falar de tecnologia de ponta. O que é que torna este produto único, inovador e com um impacto forte na sociedade?

Em primeiro lugar, toda a gente fica espantada com o que o PLR System faz – o que é normal – existe um verdadeiro impacto por tudo aquilo que ele proporciona. A comunidade médica entende melhor o seu funcionamento e o porquê de resultar uma vez que tem, à partida, mais conhecimentos para tal.

O ceticismo não é um entrave à comercialização?

Não. Depois de experimentarem, a opinião é unânime pois o produto realmente funciona. O fator inovação é importante uma vez que este aparelho é realmente único.

E é único porque conjuga luz vermelha com infravermelha e com onda magnética, tudo num equipamento. A grande diferença é esta. Existem aparelhos no mercado que utilizam ou a luz ou a onda, porém, nunca houve um que combinasse as duas em simultâneo.

Isso faz com que consigamos, não só tratar as camadas imediatamente abaixo da pele, como também, atingir os órgãos interiores. Ou seja, temos os dois meios de ativação do nosso metabolismo celular: a luz e a onda.

PLR System Jorge Pires,

Futuro da PLR em Portugal

Em breve estará de portas abertas o primeiro centro de tratamento PLR na Europa, Braga.

Abriremos dentro de dois, três meses. Este centro é importante para nós na medida em que será uma forma de demonstrarmos aos nossos possíveis parceiros os tratamentos ao “vivo e a cores” e, assim, tornar a venda mais fácil e rápida.

O centro servirá também para ações sociais – que são uma das nossas grandes preocupações – vamos fazer uma campanha nesta área, uma vez que, nem todos têm condições financeiras para terem acesso a este tipo de tratamentos. Esta será uma campanha que visa, essencialmente, garantir que todos tenhamos direito a usufruir desta tecnologia.

E depois da abertura? Que outros projetos se avizinham?

Vamos lançar uma revista, a PLR Magazine, com distribuição nacional e ainda temos em mente criação de um programa televisivo.