Entre os dias 12 e 14 de outubro, o Centro de Congressos de Lisboa foi palco daquele que foi o 1º Encontro Internacional de Aviação dos Países Lusófonos.

O evento levou a debate temas como a gestão aeronáutica, a aviação civil, a formação e as autoridades civis, tendo como objectivo estabelecer novas pontes de diálogo e criar oportunidades que fomentem a cooperação institucional e fortaleçam as relações empresariais no espaço da Comissão de Países de Língua Oficial Portuguesa.

Ali se reuniram as mais importantes organizações públicas e privadas do setor da aviação da Lusofonia, cuja missão foi fomentar a cooperação institucional e fortalecer as relações empresariais no espaço da CPLP.

O LusoAvia, foi assim, um evento único, original e sem paralelo no mundo da aviação. A união de todo um setor à volta de uma língua comum, abre portas para o conhecimento e para desenvolvimento económico mútuo.

Responsáveis por aeroportos, autoridades civis de aviação, diversas universidades, academias de aviação, personalidades e profissionais de aviação, embaixadores, decisores políticos, construtores, prestadores de serviços, e fornecedores estarão reunidos num encontro de trabalho e promoção multilateral.

IMG_0761

O QUE ELES DISSERAM…

“Este evento veio na hora certa porque um dos problemas que temos quando falamos da lusofonia estava um pouco moribunda e sabemos que o desenvolvimento do setor empresarial, advém da criação de condições e de sinergias que possibilitem a mobilidade”. Afirmou à Revista Pontos de Vista José Medina Lobato, Secretário Geral da CE-CPLP na CE-CPLP.

“Este primeiro evento visa o setor da aviação é importante porque estão aqui representados os reguladores e as companhias reguladoras. A Confederação Empresarial da CPLP vê aqui o potencial para a concretização de um sonho planeado para o crescimento económico e empresarial da CPLP como comunidade. O setor da aviação é um setor importante porque a nossa comunidade está espalhada por quatro continentes e este é o setor de ligação mais viável”, referiu Salimo Abdula.