“A demência é um desafio enorme para muitas famílias, e, infelizmente, a grande maioria das pessoas não reconhece ainda que existem comportamentos que podemos adotar e que podem funcionar como fatores protetores contra as demências, tais como controlar a tensão arterial, o colesterol e os níveis de açúcar no sangue.”, explica José Carreira, Presidente da Alzheimer Portugal.

Segundo a OCDE, em 2037 os casos de demência deverão aumentar para os 32,5 por mil habitantes.

“É por isso fundamental aumentar o reconhecimento dos sinais de alerta que permitam um diagnóstico das demências mais atempado, mas também é muito importante capacitar a população para a mudança de comportamentos que promovam a saúde e previnam estas doenças. Este é um dos grandes objetivos da Alzheimer Portugal: aumentar conhecimentos sobre esta doença.”

A Alzheimer Portugal é a única organização em Portugal, de âmbito nacional, especificamente constituída com o objetivo de promover a qualidade de vida das pessoas com doença de Alzheimer e dos seus familiares e cuidadores. Pode consultar o site da associação através do endereço www.alzheimerportugal.org.

A Organização Mundial de Saúde estima que em todo o mundo existam 47.5 milhões de pessoas com demência.  A doença de Alzheimer assume, neste âmbito, um lugar de destaque, representando cerca de 60 a 70% de todos os casos de demência (World Health Organization [WHO], 2015).