De forma mais ou menos intensa, as dores menstruais são dos momentos mais penosos na vida da mulher, conseguindo, em alguns casos, incapacitá-la para trabalhar ou para realizar simples tarefas do dia a dia.

A toma de fármacos ou o recuso a novos mecanismos anti-dor, como é o caso do Livia, que chega agora a Portugal, são as formas mais comuns de atenuar as consequências físicas associadas à menstruação, contudo, existe também um caminho natural e igualmente eficaz nesta luta mensal do sexo feminino.

Aqui ficam algumas dicas:

  • Seguir uma dieta maioritariamente vegetal e preferencialmente orgânica. Além do risco de ingerir químicos e aditivos ser menor, os vegetais são ricos em antioxidantes, vitaminas e minerais que promovem uma maior sensação de bem-estar;
  • Dizer não aos alimentos processados e repletos de açúcar que nada mais fazem do que agravar a inflamação e as dores;
  •  Dar atenção ao intestino, alimentando-o corretamente e com incluindo mais probióticos na dieta diária;
  • Perceber junto de um médico se é necessário tomar suplementos, sendo o ácido gordo ómega 3 o mais importante;

  • Beber água e chá sem açúcar ao longo do dia para manter o organismo hidratado;

  • Praticar exercício físico;
  • Render-se ao yoga, para conhecer melhor o corpo e conseguir trabalhar as áreas mais ‘críticas’.