É previsível que os salários de janeiro já sejam calculados de acordo com os novos valores apresentados pelo Governo e previstos pelo Orçamento do Estado para 2018.

As novas tabelas já podem ser consultadas no site do Diário da República e é possível comparar com a tabela do ano passado que está acessível aqui.

Recorde-se que, no relatório que acompanhou a proposta de Orçamento do Estado para 2018, o Governo escrevia que “o efeito conjunto da reformulação dos escalões de IRS e da alteração das regras do mínimo de existência permitirá devolver aos portugueses cerca de 385 milhões de euros”.

Em 2018, o número de escalões de IRS passa de cinco para sete, sendo desdobrados os atuais segundo e terceiro escalões para beneficiar sobretudo os contribuintes destes níveis de rendimentos.

Assim, serão tributados a 14,5% quem ganha até 7.091 euros, a 23% quem tem rendimentos anuais entre aquele valor e os 10.700 euros, a 28,5% os que auferem entre 10.700 e 20.261 euros, a 35% o intervalo de rendimentos entre os 20.261 e os 25 mil euros e a 37% os entre os 25 mil e os 36.856 euros.

Nos dois últimos escalões mantiveram-se as taxas mas modelaram-se os limites de rendimento: a taxa dos contribuintes que ganham entre os 36.856 euros e os 80.640 fica nos 45% e a dos que ganham mais do que 80.640 euros fica nos 48%.