H&M está a ser criticada nas redes sociais por ter apresentado no seu site de e-commerce do Reino Unido uma criança negra com uma sweat onde se pode ler a inscrição ‘O macaco mais fixe da selva’.

Segundo o Huffington Post, foi um colunista do New York Times, Charles M. Blow, que alertou para esta situação no seu Twitter questionando se a H&M tinha perdido “a cabeça”. As reações não tardaram e a H&M está a ser acusada de racismo.

Nas redes sociais muitos consideram que a relação entre a criança e o que se lê na sweat é óbvia.

“Estou certo de que a H&M está ciente das conotações negativas”, pode ler-se num dos tweets que circulam na internet.

View image on Twitter

Aliás, para alguns, toda a coleção de sweats e a forma como as crianças foram escolhidas passa uma mensagem errada. Uma criança branca posa com uma sweat onde se lê a expressão ‘especialista de sobrevivência na selva’.

View image on TwitterView image on TwitterA própria H&M já terá percebido a sua monumental falha. Agora no site de e-commerce da marca para o Reino Unido, mantêm-se as crianças brancas a envergar as outras sweats mas já não é possível encontrar a criança negra a vestir a sweat que originou a polémica.