O que vos levou a apostar no Erasmus+ e de que forma é que têm vivido esta “aventura”?

Desde pequena, ainda sem muita noção do que significava participar em projetos europeus, ouvia os colegas mais velhos falarem da sua experiência no ainda Comenius, hoje Erasmus+. Falavam apaixonadamente das suas viagens à Eslovénia, Islândia, Chipre, Roménia, Turquia, Dinamarca, entre muitos outros países. Habituámo-nos a crescer participando em atividades que o Colégio dinamizava, a receber nas nossas salas de aula professores e alunos de vários países, a assistir a palestras sobre a importância de ser um cidadão do Mundo. Quando chegámos ao terceiro ciclo, os nossos professores falaram-nos da possibilidade de participarmos. Tinha finalmente chegado a nossa vez. Já podíamos fazer “como os mais crescidos”, fazer parte da “família Erasmus”.

“Iniciei a minha experiência no projeto Erasmus+ com 12 anos ao receber alunos de outras nacionalidades e achei uma experiência única. Já participei em diferentes projetos e, mais uma vez este ano, faço parte do Clube Erasmus+ que semanalmente nos lança desafios dentro das temáticas dos projetos que a nossa escola tem atualmente”.

Lara Alves, aluna do 10º ano.

Quais têm sido as principais valias que têm retirado desta iniciativa e de que forma é que a vêm como uma oportunidade a não perder?

A experiência de viver durante alguns dias com outros estudantes, partilhar hábitos, perceber o seu modo de estar, é enriquecedor, ajuda-nos a crescer e a ganhar maturidade, a olhar para outras culturas de forma mais recetiva e perceber a riqueza da diversidade, desenvolvendo em nós uma identidade comum – a identidade europeia. Para além disso, viajar com os nossos colegas e professores faz-nos estreitar laços de amizade e entreajuda, que são um prolongamento do nosso dia-a-dia no colégio e uma mais-valia na nossa formação e identidade enquanto alunos do Colégio Guadalupe.

“Ao participar nos projetos Erasmus pela primeira vez percebi que queria, mais tarde ter a possibilidade de estudar no estrangeiro”, refere Tânia Matias, também aluna do 10º ano. “Este colégio foi a minha escola desde sempre. Entrei aqui com três anos e é com nostalgia que encaro o meu último ano no Colégio. Sou aluna do 12º ano e o programa Erasmus+ foi, sem dúvida, uma das minhas grandes experiências nesta grande escola. Gostaria de ter participado em muitos mais. É viciante conhecer novas culturas, novas pessoas, novos paradigmas de estar e ver o mundo”.

Carolina Fernandes, aluna do 12º ano

Que experiências têm retirado e de que forma tem sido uma aprendizagem que vos pode ajudar a apoiar no futuro?

Acabámos de chegar de Pamplona, em Espanha. Para mim, refere afonso Arsénio, foi a primeira vez que participei num projeto Erasmus+. Estou rendido. Conheci alunos de vários países, vivi numa família que, apesar de não me conhecer, me fez sentir em casa.

Diogo Rio refere “tenho participado em vários projetos Erasmus+ e a experiência tem sido sempre muito enriquecedora. Os conhecimentos que tenho adquirido são muito importantes para a minha vida. É possível aprender para além de uma sala de aula. É possível crescer como pessoa e como aluno nesta partilha com alunos e professores de tantos países”.

“Desenvolvi muito as minhas competências sociais, linguísticas e académicas. Em maio do ano passado participei no projeto “Europe Web Walking” e estou agora a participar num novo projeto “Culture Enriched with Migration”. Ambas as experiências têm sido muito enrquecedoras,” refere Duarte Batista.

“O ano passado, em março, viajei para a Holanda com duas professoras e duas colegas. Fiquei com uma família fantástica que me recebeu muito bem. Ainda hoje mantemos contacto e em breve irei encontrar-me, em Lisboa, com eles”.

Tânia Matias, aluna do 10º ano.

Qual a importância do projeto Erasmus+ para o Colégio Guadalupe?

O colégio aposta numa formação global dos seus alunos. As aprendizagens escolares vão muito para além das matérias que os programas e as metas curriculares veiculam. A formação dos nossos alunos é para nós uma grande responsabilidade, o que nos leva a procurar projetos e atividades que os enriqueçam e lhes permitam uma formação integral, tornando-os cidadãos mais completos no seio de uma sociedade multicultural. A cidadania europeia, o desenvolvimento de skills linguísticos, interpessoais, culturais e de empreendedorismo são aspetos que consideramos fundamentais na formação dos nossos alunos. As centenas de alunos que ao longo destes dez anos têm participado neste programa não têm um menor desempenho escolar, pelo contrário, são alunos com um excelente desempenho académico, muito devido também às múltiplas competências que este programa lhes proporciona, pois é uma lição de vida que os leva a expandir os seus horizontes para além da sala de aula. Estamos muito orgulhosos do que temos proporcionado aos nossos alunos e aos nossos professores. Neste momento estão a decorrer quatros projetos Erasmus+ no colégio e os convites para participar em novos projetos têm surgido de muitos países, fruto do excelente trabalho que alunos e professores têm desenvolvido. O projeto Erasmus + é uma forma ímpar para tornar os nossos alunos e professores agentes de mudança, promotores da ideia de que é importante viver e identificarmo-nos com valores como a solidariedade e a tolerância.

Cristina Melo, Diretora Pedagógica do Colégio Guadalupe

 

Nesta entrevista participaram os alunos:

Tânia Matias – 10ºB

Diogo Rio – 10ºB

Duarte Batista – 10º B

Afonso Arsénio – 10ºA

Lara Alves – 10º B

Angelina Rodrigues – 10ºB

Duarte Brito – 11ºA

Carolina Fernandes -12ºB

Beatriz Neto – 12ºB

Catarina Castro – 12ºC

Ana Xambre – 12ºC

Cristina Melo – Diretora Pedagógica