Tem ainda, com a missão de suporte e transferência de tecnologia, um conjunto de laboratórios residentes coordenados por docentes da UBI também nas áreas de atuação da incubadora. O UBImedical possui uma área de clínica com diferentes especialidades, desde a endocrinologia, medicina do viajante, medicina interna e optometria.

a

O UBImedical acolhe neste momento 8 empresas (integradas na modalidade de incubação):

  1. LABFIT – presta serviços de elevada qualidade ao nível de desenvolvimento de produto e caraterização de produtos farmacêuticos, cosméticos, probióticos, biocidas, têxteis e empresas e entidades biotecnológicas distintas. A LABFIT está certificada pela ISO 9001, ISO 13485 (dispositivos médicos) e NP4457 (Investigação, desenvolvimento e Inovação).
  2. YDEAL – especialista no desenvolvimento de novas tecnologias, serviços de consultoria, bem como publicidade em geral. Cria e desenvolve websites, aplicações móveis, vídeos, plataformas de gestão, branding e design gráfico. Como referência tem vindo a apostar no desenvolvimento de plataformas aplicadas à saúde (controlo de doentes pulmonares, doença da próstata, diabetes).
  3. INSCI – especializada na prestação de serviços nas áreas de design cientifico, incluindo ilustração cientifica, organização de eventos, de base cientifica e/ou tecnológica e formação específica que permita complementar a formação académica e contribuir para a translação de conhecimento do meio académico para o meio empresarial, bem como colmatar as necessidades geográficas.
  4. EYEFUNCTIONS – empresa de investigação e desenvolvimento de produtos oftalmológicos, com especialização no segmento das lentes de contacto. A EYEFUNCTIONS tem na sua missão criar produtos inovadores que facilitem as rotinas dos utilizadores de lentes de contacto, revolucionando um mercado em constante evolução.
  5. STARLAB – laboratório de Prótese Dentária associando a prótese dentária a uma investigação constante no desenvolvimento de novas técnicas e materiais.
  6. ZONICSTech – tem como missão, desenvolver soluções de engenharia avançada com enfoque na eletrónica médica e na prestação de serviços de consultoria em vários domínios das ciências da saúde e da vida. Os 2 sócios fundadores têm doutoramento em engenharia eletrotécnica, acumulando um passado profissional significativo em áreas tão diversas como a metalomecânica pesada, indústria automóvel, ou no desenho de hardware eletrónico para os sectores das telecomunicações e instrumentação. A startup está a desenvolver um circuito integrado (ASIC) para aquisição e tratamento centralizado de sinais fisiológicos de vária ordem.
  7. CDBI – prestação de serviços à comunidade no domínio da saúde e formação.
  8. GEO4HEALTH – é uma empresa que presta serviços de consultoria e engenharia na área da Hidrogeologia médica e do Geoambiente, apostando no uso das tecnologias de informação e numa abordagem inovadora na área de atuação, aliada ao desenvolvimento de uma política de I&D, contribuindo assim para o desenvolvimento de projetos mais eficientes e sustentáveis. O seu CEO é aluno de doutoramento em engenharia Civil na UBI.

b

Enquanto aceleradora de startups, acolhe na modalidade de pré-incubação as seguintes iniciativas empreendedoras com vista à criação de empresas:

#1. NEUROSOLUTIONS – startup cuja missão é avaliar a neurotoxicidade pre-clinica e a eficácia de soluções de screening para fármacos com aplicações na doença de Parkinson e outras doenças neurodegenerativas, usando ensaios inovadores in vitro e in vivo. Já tem diversos clientes internacionais na área da indústria farmacêutica.

#2. CHITO_VERA – spinoff da Faculdade de Ciências da Saúde, dedica-se ao desenvolvimento de novos pensos/materiais capazes de promover a cicatrização de feridas, evitando a ocorrência de infeções, bem como reduzir a formação de cicatrizes, uma vez que se bio degradam de forma a potenciar uma maior hidratação.

#3. SCI&TEC – estão em pre-incubação no UBImedical desde outubro de 2017 na sequência dos prémios ganhos no concurso de inovação INOVUBI 2017 e têm por objetivo desenvolver uma plataforma de simulação on-line que mimetize um laboratório e um dispositivo de análise e avaliação de lesões cutâneas relacionadas com o cancro da pele, através da sua morfologia e da frequência.

#5. FYNE SOLUTIONS – criada com o objetivo de ser uma startup global no setor do desenvolvimento de dispositivos inovadores da refrigeração. A empresa terá como foco inicial combater o problema do desperdício alimentar ao desenvolver um dispositivo de monitorização que ao ser colocado num equipamento de refrigeração, permite através da medição em tempo real de parâmetros como a temperatura e a humidade prever quando um produto alimentar se torna impróprio para consumo.

c

e

O UBImedical presta um conjunto de serviços associados à incubação e aceleração de empresas:

– Acompanhamento de projetos empreendedores (desde a fase de ideia até à fase de maturidade da empresa)

– Organização de sessões de Pitch para ideias empreendedoras no âmbito dos cursos da UBI

– Concursos de inovação e hackathons (para estimular o arranque e crescimento da ideia e transformá-la num negócio)

– Apoio na redação de planos de negócio

– Apoio a candidaturas de Investigação & Desenvolvimento, Demonstração e Cooperação

– Consultoria em Propriedade Industrial

– Acesso a redes de empreendedores, outras incubadoras e facilitadores

– Disseminação de informação diversa relacionada com concursos, prémios, eventos

– Apoio na procura de parcerias e colaborações com outras empresas e entidades

– Divulgação das atividades das empresas

– Apoio na captação de financiamento (business angels, capitais de risco, plataformas de investimento, banca).

f

O UBImedical disponibiliza serviços inovadores para empresas e organismos públicos e privados na área da saúde, ambiente, centros de investigação, indústria farmacêutica, têxtil, cosmética, alimentar e agro-alimentar. O conjunto dos laboratórios residentes compreende: o Laboratório de Fisiopatologia Geral, o Laboratório de Dispositivos, Telemonitorização e Fisiopatologia, o Laboratório de Fármaco-Toxicologia, o LABSED – Laboratório para a Saúde nos Edifícios, o Laboratório de Instrumentação e Sensores, o LABEXPORAD – Laboratório dos Efeitos da Exposição ao Radão, o Laboratório de Análises Químicas e Consultadoria Ambiental no Tratamentos de Efluentes, e o Laboratório/Clínica de Ciências da Visão.

h

Como forma de personalizarmos a translação da investigação que se está a fazer no UBImedical, apresentamos três empreendedoras que fazem parte do UBImedical, cada uma em áreas distintas e complementares. A Prof.ª Ana Palmeira, CEO e co-fundadora de uma spin-off da UBI, a LABFIT, incubada no UBImedical, a Prof.ª Ana Cristovão, investigadora da UBI na área da doença de Parkinson em processo de aceleração para criação da sua startup e a Prof.ª Sandra Soares, coordenadora de um dos laboratórios residentes do UBImedical, o LabExpoRad.

#1. Ana Palmeira, CEO da spin-off da UBI LABFIT

Doutorada em Farmácia, é Professora na Faculdade de Ciências da Saúde na UBI, investigadora do CICS – Centro de Investigação em Ciências da Saúde e co-founder e CEO da spin-off Labfit, que é uma empresa especializada na prestação de serviços de excelência ao nível do controlo de qualidade e caracterização de produtos bem como na investigação e desenvolvimento (I&D) de produtos farmacêuticos. A Labfit dispõe de diversos serviços de ensaios laboratoriais em modelos in vitro e ex vivo, que são continua e cuidadosamente selecionados para dar resposta às necessidades dos seus clientes. O portfolio de clientes da Labift inclui as indústrias farmacêutica, cosmética, química, de biocidas, de biomateriais, têxtil, de calçado, entre outras que encontram, na Labfit, uma interessante oferta nas especialidades da tecnologia farmacêutica, microbiologia, caracterização físico-química, toxicologia e certificação de cosméticos.

#2. Ana Cristovão, investigadora do CICS, UBI, empreendedora em fase de aceleração da sua startup

No ano 2010, obteve o grau de Doutor pela Universidade de Coimbra, na especialidade de Biologia Celular, ramo de neurociências, tendo sido aprovada por unanimidade com distinção e louvor. Durante o período do doutoramento, desenvolveu parte do plano de trabalhos no CICS e no Departamento de Neurologia e Neurociências do Weill Cornell Medical College em Nova Iorque, USA. O tema do seu doutoramento focou-se no papel do stress oxidativo na degeneração dos neurónios dopaminérgicos que ocorre na doença de Parkinson. De Fevereiro de 2011 a Fevereiro de 2013, foi investigadora associada no laboratório do Professor Doutor Yoon-Seong Kim, divisão de neurociências, na Burnett School of Biomedical Sciences, College of Medicine, Universidade da Central Florida (UCF), USA. Neste período desenvolveu trabalhos de investigação focados na elucidação dos mecanismos moleculares subjacente ao desenvolvimento da doença de Parkinson. Atualmente é Professora na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior, e bolseira de Pós-Doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), no CICS-UBI, investigando novas abordagens terapêuticas com aplicação às doenças do sistema nervoso central. Neste contexto colabora com empresas farmacêuticas, no intuito de desenvolver novas moléculas químicas com potencial protetor para doenças neurodegenerativas. Investiga ainda, quais os processos intracelulares responsáveis pela neurodegeneração e alfa-sinucleinopatia na doença de Parkinson.

#3. Sandra Soares, coordenadora do  Laboratório de Estudos dos Efeitos da Exposição ao Radão (LabExpoRad) no UBImedical

Licenciada em Física pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Mestre em Física de Altas Energias e Doutora em Física Nuclear, pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

É, desde 1987, Professora do Departamento de Física, da Universidade da Beira Interior e Investigadora do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP/Lisboa) e do Centro de Matemática e Aplicações (CMAUBI). É membro da ERA (European Radon Agency) e full member da colaboração CHERNE (Cooperation for Higher Education on Radiological and Nuclear Engineering). Desenvolve o seu trabalho nas áreas da Física Nuclear, Física Médica e Divulgação da Física.

Na Universidade da Beira Interior é responsável pelo Projeto Radiação Ambiente, dinamizadora das International Masterclasses em Física de Partículas e Coordenadora do Projeto Física para os mais pequenos. É ainda responsável pelo LabExpoRad, integrado no UBIMedical, cujo principal objetivo consiste no estudo dos diferentes aspetos da exposição da população à radiação natural numa valência de caracterização de parâmetros de saúde pública.