Entre os filmes escolhidos estão ‘Cerromaior’ (1980), de Luís Filipe Rocha, ‘A santa aliança’ (1977), de Eduardo Geada, e ‘O processo do rei’ (1989), de João Mário Grilo.

A eles juntam-se ainda o documentário ‘Colonia e vilões’ (1977), de Leonel Brito, a ficção ‘Relação fiel e verdadeira’ (1987), de Margarida Gil, ‘O mal amado’ (1972), primeiro filme de Fernando Matos Silva, ‘O som da terra a tremer’ (1990), estreia da realizadora Rita Azevedo Gomes, e ‘Jogo de mão’ (1983), da realizadora luso-francesa Monique Rutler.

De acordo com a Cinemateca, as matrizes destes oito filmes serão digitalizadas em alta definição e, além das edições em DVD, ficarão igualmente disponíveis para exibição em sala.

Esta edição resulta e uma parceria entre a Cinemateca e a Academia Portuguesa de Cinema.

Nos últimos anos, a Cinemateca Portuguesa tem editado em suporte digital alguns filmes que têm estado guardados e preservados nos arquivos do museu.

Recentemente foram editados ‘Mulheres da Beira’ e ‘Os Lobos’, feitos há quase 100 anos em Portugal pelo realizador italiano Rino Lupo, ‘Jornal Português’, que reúne filmes propagandísticos do Estado Novo, a obra etnográfica de Margot Dias, e o filme ‘Lisboa, crónica anedótica’ (1930), de Leitão de Barros.