“A mudança exige uma Gestão de Projetos sustentável”

Hoje, a Gestão de Projetos assume um papel determinante na melhoria da competitividade das empresas. Por sua vez, o sucesso da Gestão de Projetos é determinado por múltiplos fatores. Nuno Ponces de Carvalho, Sócio-Gerente da Ponces de Carvalho e Associados, fala-nos mais sobre esta matéria.

154

A Ponces de Carvalho e Associados surge no mercado para responder às necessidades do mercado em gestão de projetos. Para contextualizar o nosso leitor, o que é a gestão de projetos e em que situações se aplica?

A mudança é uma das poucas certezas que hoje podemos ter. Mudanças na sociedade, nas relações e na comunicação entre as pessoas, nas preferências dos consumidores, nas relações entre as empresas, nas regras que são impostas aos agentes económicos. Para uma organização, empresa ou instituição, seja ela pública ou privada, continuar a ser sustentável tem que inovar constantemente a sua oferta de produtos e serviços e para tal necessita de realizar projetos com sucesso, otimizando os recursos disponíveis e potenciando os benefícios esperados que justificam os investimentos.

De que fatores depende o sucesso da gestão de projetos? Independentemente da dimensão de uma empresa, a aplicação da gestão de projetos é sempre eficaz?

A gestão dos projetos é necessária sempre que temos que criar algo de novo ou modificar significativamente aquilo que já existe. É um erro comum pensar que só se aplica a grandes projetos ou a projetos em determinados setores. Muitas vezes, são os projetos considerados pequenos que, pela acumulação de erros de gestão, trazem grandes problemas para as organizações.

Sem entrar em grandes detalhes técnicos, diria que o suporte da gestão de topo constitui o primeiro fator de sucesso dos projetos. Outro aspeto importante é assegurar o desenvolvimento das competências individuais e das capacidades organizacionais requeridas pela gestão de projetos, incluindo nestas as metodologias, sistemas e modelos organizacionais.

Que principais vantagens acarreta a gestão de projetos para uma empresa?

Gerir adequadamente a mudança e assegurar a sustentabilidade do negócio. A gestão de projetos deve permitir às organizações fazer os projetos certos de forma consistentemente correta.

Que fatores devem ser tidos em conta por parte da organização no âmbito da gestão de projeto?

Claramente, o primeiro fator tem a ver com a cultura das organizações. Verifica-se ainda uma enorme dificuldade em sair dos paradigmas de gestão construídos na primeira metade do século passado. As organizações continuam a pensar funcionalmente, fechadas nas suas “capelinhas” e só com grande dificuldade se vão adaptando à natureza multifuncional dos projetos. O foco tem que ser na eficácia dos resultados, mais do que na eficiência dos procedimentos, embora exista entre estes uma necessária uma complementaridade.

A Ponces de Carvalho e Associados tem vindo a prestar serviços de formação e consultoria de gestão de projetos para diversas empresas e instituições públicas e privadas. Que principais dificuldades são sentidas por parte do tecido empresarial português?

As dificuldades decorrem essencialmente da inércia das organizações para alinharem os seus processos de trabalho com as boas práticas de gestão de projetos. A formação é muitas vezes dada por pessoas que apenas debitam conceitos, sem experiência vivida no terreno e sem terem a preocupação de adaptar o discurso às características de cada organização. Parta além disto, é muito mais fácil nomear pessoas para acções de formação, muitas vezes sem obedecer a um plano consistente, do que a organização fazer o seu trabalho de casa, ou seja, criar as capacidades organizacionais necessárias para gerir projetos corretamente, de uma forma simples mas eficaz.

As organizações devem perceber por que razões querem adquirir capacidades em gestão de projetos, recorrerem a profissionais competentes para desenvolver as competências internas, e, o mais importante de tudo, estarem dispostas a ajustar os seus métodos e processos de trabalho. Em suma, falta as organizações assumirem a necessidade de uma verdadeira governação da gestão dos projetos.

E para a própria Ponces de Carvalho e Associados que desafios lhe são colocados atualmente?

Fazendo uma retrospetiva de mais de 25 anos a promover a gestão de projetos e a necessidade de apoiar o trabalho dos gestores de projeto, sentimos que temos sido uma espécie de “ONG da Gestão de Projetos”.

O desafio continua a ser a mudança dos métodos de trabalho e, sobretudo, das mentalidades. É muito difícil que esta mudança se consiga só com formação, sendo a consultoria necessária para interiorizar os conceitos e para as organizações rentabilizarem o investimento na formação através duma adopção efetiva das boas práticas de gestão.