Peças de design, partes de cima e de baixo, vestidos, peças extravagantes fabricadas a partir de uma variedade de tecidos jersey e outros tipos de malhas – que é no fundo a especialidade da empresa. Até agora nada fora do comum, mas então o que torna a Miguel Sousa Confeçcões S.A. diferente? A qualidade de fabrico extraordinária e – uma oferta de serviços completos de design/desenvolvimento de produtos, compra de tecidos e acabamentos até ao produto final, rotulados e embalados de acordo com as exigências do cliente. Esta é a base da sua elevada reputação. No entanto, em particular, as marcas de moda da Escandinávia quem mantêm uma parceria de longo prazo com a Miguel Sousa também contam com os acabamentos de costura de alta qualidade.

Com 50 funcionários no departamento de corte e coze mesmo ao lado do departamento de amostras, subcontratou um total de 17 subcontratantes. Com uma enorme variedade de estilos e cores continuamente na pipeline , a empresa vê-se constantemente confrontada com elevadas exigências na gestão de cada pedido individual. Cerca de 20 clientes habituais colocam atualmente os seus pedidos, aproveitando a rápida reação do fabricante de roupas, que tem uma capacidade de produção de cerca de 40.000 peças por mês.

Para além disso, o lançamento da sua própria coleção de marcas irá tornar-se o próximo ponto alto do empreendedor Miguel e da sua esposa Cláudia – uma mulher talentosa no mundo da moda e confeção.

Juntos, eles têm vindo a avaliar as possibilidades de sistemas automáticos vantajosos de última geração para vários projetos, seguidos por testes sistemáticos e investimentos em tecnologia de alta gama, paralelamente ao crescimento dos negócios ao longo dos anos desde que a start-up clássica foi fundada em 2001. “A nossa decisão a favor da Gerber, como nosso parceiro tecnológico de eleição, demonstrou repetidamente que é a melhor maneira possível de assegurar, de forma sustentável, a continuação da existência e desenvolvimento dos nossos negócios”, afirmou Miguel Sousa. “Crescemos com a Gerber Technology e isso também se deve à consultoria orientada para processos de alto nível e ao serviço confiável prestado pela equipa da Gerber localizada em Portugal.”

Processos integrados levam a aumentos de produtividade entre 25% a 30%

Houve de imediato um forte interesse quando o fornecedor global de tecnologia com presença em mais de 130 países, introduziu o inovador sistema ‘Cut-ticket Option’, implementando uma solução totalmente integrada desde o software de desenho de marcadas AccuMark e marcadas automáticas AccuNest, estendimento do material até ao corte automatizado. O próximo passo estratégico lógico para o fabricante de moda em relação à melhoria significativa do processo foi concluído em 2017. Atualmente, a sequência do processo rigoroso e totalmente controlável é a seguinte:

Para o próximo processamento de vários pedidos

  • Os planos de corte são desenvolvidos no AccuMark
  • Em seguida, o encaixe das peças é otimizado no AccuNest
  • O AccuMark gera uma eqtiqueta de corte impresso com código de barras por pedido
  • Digitalização do código de barras para obter os detalhes do estendimento
  • O etiquetador da Gerber aplica a etiqueta de corte da peça no colchão – ou em diferentes camadas, no caso do estendimento incluir várias cores
  • O AccuPlan gera um plano otimizado da ordem de corte de acordo com o fluxo de trabalho global, prazos de entrega, entre outras vantagens.
  • O Software de corte PARAGON permite aceder com facilidade diretamente do monitor a todos os detalhes e métricas relevantes para o processamento do pedido.

“Dada a variedade de materiais e cores que enfrentamos, o processo integrado agora em vigor tem um grande impacto na produção que somos capazes de gerar – a produtividade aumenta em 25 a 30%”, sublinhou Miguel Sousa. Ele enfatiza a drástica redução de horas extras em 90%, enquanto antes parecia inevitável nos horários de pico.

E o que isso significa em relação à rentabilidade da empresa e, portanto, também em relação ao provável ROI, Sr. Sousa? – “Bem, aumentamos o nosso rendimento numa média de 50% com a mesma quantidade de força de trabalho. Além dos benefícios monetários associados, hoje em dia, somos capazes de responder com muito mais rapidez e facilidade aos nossos clientes coloca-nos numa posição altamente competitiva e forte”. Na sua opinião geral: O aplicativo “Cut ticket” apoia o planeamento para um crescimento adicional e o desenvolvimento da empresa para um novo nível, também como um fornecedor de produtos de marca própria, de uma forma superior às expectativas.

Seguindo novos caminhos

O espírito de inovação, de uma nova geração de empreendedorismo é omnipresente quando nos deslocamos na Miguel Sousa Confeçções S.A. – num edifício funcional pós-moderno, com operações surpreendentemente silenciosas, onde todos parecem saber exatamente o que fazer.

E assim o encontramos – o Espírito de inovação – além da apresentação de catálogos de tecido para uma nova linha de produtos: Algodão orgânico, tecidos produzidos a partir de resíduos plásticos reciclados recolhidos do mar, tecidos Ökotex e GOT – tecidos certificados com estruturas e estampados mais atraentes estão à nossa frente, desenvolvidos por empresas têxteis portuguesas como Vilartex e Sodlir – todas elas ligadas a empresas de moda através de uma grande colaboração de clusters, iniciada pela faculdade de têxteis da Universidade do Minho. –

A Universidade do Minho (Uminho) representa uma das “Novas Universidades” que, na altura, mudou profundamente a paisagem do ensino superior em Portugal. O nível da atividade científica, tecnológica e cultural da Universidade concedeu-lhe reconhecimento internacional. Em particular, para o segmento têxtil e, portanto, de vestuário, pesquisando entre outros segmentos de forma intensiva em todos os aspetos relacionados à proteção do meio ambiente, essencial para a indústria têxtil europeia.

Mas isso é uma outra história desta região particular ao longo do Caminho de Santiago.