10 dicas para que neste verão a bexiga hiperativa não o pare

Sente necessidade de ir à casa de banho mais de 8 vezes por dia? Acorda várias vezes durante a noite para urinar? Pode sofrer de bexiga hiperativa.

77

Viver com bexiga hiperativa é um desafio, uma vez que os sintomas podem levar ao isolamento, mas não está sozinho. Os profissionais de saúde podem ajudá-lo no diagnóstico e tratamento deste problema – sim, há tratamentos! Outras pessoas que sofrem deste problema e até os seus amigos e familiares também podem ajudá-lo a controlar os sintomas desta patologia.

Agora que o Verão se aproxima a bexiga hiperativa pode ter um impacto ainda maior na vida social das pessoas que sofrem desta patologia, uma vez que as roupas são finas e claras, não ajudando a esconder uma possível perda de urina, e os eventos sociais são muitos e muitas vezes não têm uma casa de banho por perto. Idas à praia, ‘sunsets’, concertos no jardim ou caminhadas à beira mar podem ser imediatamente riscados da lista de planos para este verão.

“Quem sofre de bexiga hiperativa dificilmente consegue esperar para urinar, já que tem urgência em esvaziar a bexiga e, quando não consegue encontrar uma casa de banho, pode mesmo ter perdas de urina. Isto pode fazer com que as pessoas se isolem”, destaca o Dr. Paulo Temido, presidente da Associação Portuguesa de Neurourologia e Uroginecologia (APNUG).

Felizmente é possível tomar certas precauções para controlar os sintomas de bexiga hiperativa. O blogue Na Bexiga Mando Eu – plataforma criada pela Astellas Farma que partilha conselhos para ter uma bexiga mais saudável – destaca 10 dicas práticas para não deixar que a bexiga o impeça de aproveitar este verão:

  1. Limite a ingestão de líquidos e o consumo de estimulantes (comida picante, café, chocolate, etc) umas horas antes de sair de casa e assim que chegar ao local verifique onde se localizam as casas de banho;
  2. Se vai a um evento público, vá à casa de banho assim que chegar, para evitar filas, e tente ficar numa zona próxima da casa de banho.
  3. Quando for comer fora, corte no consumo de bebidas alcoólicas, pois o álcool é um estimulante e pode agravar os sintomas de bexiga hiperativa;
  4. Se vai viajar de carro, verifique onde ficam as estações de serviço e planeie as paragens de forma a poder ir esvaziando a bexiga.
  5. Se vai viajar de transportes públicos ou avião, ao comprar os bilhetes reserve os lugares junto à casa de banho e faça check-in online;
  6. Em viagens longas, leve absorventes e uma muda de roupa;
  7. Se está a tomar medicação para tratar a bexiga hiperativa e vai de férias, certifique-se de que leva medicação suficiente para o período em que vai estar fora e continue a seguir os horários da sua toma;
  8. Para as férias, quando reservar hotel/hostel, certifique-se de que o quarto tem casa de banho privativa, para poder estar mais à vontade, especialmente durante a noite;
  9. Especialmente se sofre de noctúria (vontade de urinar durante a noite) certifique-se que não tem obstáculos no trajeto para a casa de banho.
  10. Não deixe de beber água para tentar conter os sintomas de bexiga hiperativa, pois pode ser contraproducente. A falta de ingestão de líquidos deixa a urina concentrada, o que irrita a bexiga e pode provocar espasmos e levar a perdas de urina;

“Se sofre de algum dos sintomas anteriormente descritos procure o seu médico assistente pois é possível tratar a bexiga hiperativa e ter mais qualidade de vida”, conclui o médico urologista, Dr. Paulo Temido. 

Mais sobre a Bexiga Hiperativa

A bexiga hiperativa consiste numa contração ou aperto involuntário e repentino do músculo da parede da bexiga, mesmo quando esta contém um volume reduzido de urina.

As contrações involuntárias criam uma necessidade urgente de urinar, diminuindo o controlo que a pessoa tem sobre a sua bexiga.

Estas contrações dão origem a sintomas associados à bexiga hiperativa, tais como necessidade urgente de urinar, necessidade frequente de ir à casa de banho (oito ou mais vezes por dia, ou uma ou mais vezes por noite) e, em alguns casos, perdas acidentais de urina, por não se conseguir chegar a tempo à casa de banho. 

“Na bexiga mando eu” 

Uma plataforma online que conta com o apoio da Associação Portuguesa de Neurourologia e Uroginecologia  (http://www.nabexigamandoeu.pt/) que vem colmatar a falta de informação que existe sobre esta doença e o seu impacto na qualidade de vida dos doentes, bem como alertar a população para os sintomas com o intuito de reduzir o subdiagnóstico da doença. O portal dedicado a esta patologia é dirigido a doentes, familiares e todas as pessoas que sejam afetadas direta ou indiretamente por esta doença que é um dos problemas de saúde mais comuns por todo o mundo! 

Sobre a Astellas Farma 

A Astellas Farma é uma companhia farmacêutica comprometida com a melhoria do estado de saúde, a nível mundial, fornecendo as mais recentes e inovadoras terapêuticas. O foco da organização está na disponibilização de terapêuticas, ao nível de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e da comercialização de tratamentos eficazes, que melhorem a vida dos doentes, continuando a crescer de forma sustentada no seu setor. É uma das 20 maiores empresas farmacêuticas, que emprega cerca de 15 mil colaboradores em todo o mundo.

A Astellas está em Portugal desde 1967, conta com cerca de 50 colaboradores e focaliza-se nas seguintes áreas terapêuticas: Oncologia, Urologia, Transplantação e Anti-infeciosos.

Para mais informações sobre a Astellas visite www.astellas.com.pt/pt