Aos 12 anos Andreia Meneses já sonhava ser esteticista, uma ambição que, há 24 anos atrás, era arrojada. “Guardava religiosamente recortes das poucas revistas que chegavam à ilha, com informações das escolas de estética que existiam no continente, sempre com a esperança que um dia a família me compreendesse e me deixasse sair da ilha para ir tirar um curso que não fosse uma licenciatura”, conta-nos Andreia Meneses relembrando que, na altura, o poder da insularidade e a falta de informação na ilha faziam com que o mundo da estética fosse desconhecido para muitos, principalmente nos meios rurais.

Mas aos 15 anos conseguiu ter o seu primeiro contacto com este mundo da estética quando, nas férias de verão da escola, pede aos seus pais que a deixassem ir aprender com uma pessoa que viera do Canadá. “A minha mãe entendia-me, mas o meu pai não. Ambicionava o mesmo para as duas filhas e a minha irmã já entrava nesse ano para a universidade”, relembra. No entanto, conseguiu. Durante esses três meses “os meus olhos absorviam tudo, a minha vontade de aprender era enorme e a senhora era, sem dúvida, uma excelente profissional. Setembro chegou e o dia da decisão aproximava-se, ou convencia os meus pais que aquela era a profissão que queria ter ou teria de seguir os estudos universitários. A esteticista chamou os meus pais e ofereceu-me trabalho, facilitando-lhes a decisão”, explica. Podemos dizer que este foi o ponto de partida para aquele que seria um percurso cheio de conquistas, mas também de obstáculos, e de sucesso.

Mais tarde Andreia Meneses é convidada a explorar um espaço num cabeleireiro com 2×3 m por 350 contos por mês. “Os meus pais aceitaram de imediato. Venderam o gado de engorda, que era o pé-de-meia daquele ano. Entregaram-me 700 contos e disseram-me que este era o dinheiro que podiam dar-me para ir estudar. Se não corresse bem, ficava por minha conta. Tinha só 16 anos e se não corresse bem já não podia voltar atrás. Benditos 700 contos que deram para tão pouco, mas fizeram muito”.

Nasce o Andreia Clinica de Estética e Spa e seguem-se formações atrás de formações, na ilha e no continente, que surgem através de oportunidades que a sua paixão pela estética impelia. “Não tenho um percurso académico, mas procurei as melhores formações e corri meio mundo a fazê-las. Na verdade ainda hoje é assim. É raro o mês que não faço formações ou que eu própria não as ministre. Transformei o pouco em muito, com o pouco que tinha…Benditos 700 contos!”.

Hoje, Andreia Meneses, é a mulher que está por detrás da criação do Luxus day Spa, o projeto mais recente em termos de Day Spa (o primeiro Day Spa na ilha Terceira).

Garante que “sucesso” é fácil de descrever, mas descreve-o usando uma outra palavra que “só leva mais uma letra”: trabalho. “´É realmente o fator determinante para o sucesso. Tentei sempre o impossível e a maioria das vezes o impossível tornou-se possível, mas só porque sempre trabalhei e acreditei em mim e nos meus projetos”, afirma a nossa entrevistada.

Recentemente, apresentou um novo tratamento biológico, certificado 100% Açoriano, prestado pelo Luxus day Spa: a Azorean Bio Massage. A Azorean Bio Massage é um conceito novo, totalmente Açoriano, biológico e único. Consiste num tratamento corporal profundo, aliado ao relaxamento e ao bem-estar. Trata-se de um ritual, que o levará a viajar pelos Açores, através dos seus aromas, texturas e paladares, com ingredientes biológicos puros de excelência, oriundos das Ilhas dos Açores.

“Este conceito foi criado a pensar em todos aqueles que são apaixonados pela natureza e para quem nos visita, para melhor conhecer e descobrir as maravilhas e riquezas que têm os nossos Açores”, adianta Andreia Meneses. «Sentir os Açores na sua pele» foi o slogan escolhido para este projeto que nasceu há sete anos atrás, quando Andreia Meneses faz o curso de gestão de Spas e cuja tese incidiu na construção de um Spa de raiz.

“Este projeto estava guardado na gaveta e registado, à espera do momento certo. Tínhamos que ter mais turismo na ilha para que fizesse sentido lançar este tipo de conceito. Achei que esta era a altura certa para criar um ex-libris para o turismo e, muito embora pudesse não construir de imediato o espaço para o Azorean Spa concept, que é o meu maior projeto, estaria na altura de levantar o véu e estudar o mercado para a massagem de assinatura do mesmo, a Azorean bio massage”, explica a nossa entrevistada.

“NUNCA TENHAM MEDO DE ACREDITAR QUE SÃO CAPAZES”

Andreia Meneses acredita que ser-se mulher e empreendedora torna-se mais fácil pela “nossa perspicácia e sexto sentido. Temos vindo a ganhar espaço na sociedade de uma forma silenciosa. Aos poucos ganhamos a confiança, mas só porque damos provas da nossa grande capacidade de trabalho”, diz-nos

“Uma vez disseram-me que «o mundo é das mulheres» e eu acredito plenamente que sim porque o homem nasce de uma mulher, é criado e guiado por uma mulher, depois segue o seu caminho”, acrescenta a nossa entrevistada, deixando uma mensagem a todas as leitoras: “nunca tenham medo de acreditar que são capazes, nunca desistam de realizar os vossos sonhos, as vossas vontades e ambições profissionais, e nunca contem com os outros porque tudo vai sempre depender de vocês. Tão depressa se sobe, como se desce e o sucesso, este, só se atinge com muito trabalho e perseverança”, conclui.