Tudo o que precisa numa só app

Com a certeza que as empresas se tornam mais proficientes com a utilização da solução Odoo para impulsionar o crescimento dos seus negócios, Diogo Duarte, CEO da OdooGap, juntou-se, em 2015, a um projeto que já atingiu uma dimensão internacional ímpar. Simples e intuitivo, o Odoo integra todos os departamentos de uma organização numa única plataforma. Venha connosco saber mais.

313

Começando pela questão “já se perguntou quanto tempo gasta na integração do seu negócio”, Diogo Duarte começa por explicar os benefícios do Odoo, uma solução de gestão empresarial ERP completa, com um sistema CRM. Com base na arquitetura MVC, esta solução implementa um cliente e um servidor, sendo a comunicação entre ambos feita por interface XML-RPC. Anteriormente intitulado OpenERP, o Odoo é a ferramenta certa para a gestão empresarial por ter um conjunto de aplicativos de negócios de código aberto. Isto porque, a plataforma de aplicações de negócio, Odoo, aborda mais do que a área do ERP, chegando ao nível do Content Management System e E-Commerce.

Assim, a OdooGap conta com consultores especializados em Odoo, em desenvolvimento de Odoo e gestão de projetos, bem como na análise de negócios, planeamento de projetos de TI ERP, CRM, e E-commerce.

Adaptando-se a pequenas, médias e grandes empresas, com o Odoo é possível ter as informações da empresa num só lugar e em tempo real, acarretando mais-valias para a gestão dos negócios, que acaba por ser mais eficiente.

E como é que a Odoo contorna os problemas ou os desafios relacionados com as matérias de cibersegurança? Por se tratar exatamente de uma solução que utiliza um código aberto, os riscos de exposição a ataques de cibersegurança são menores e mais facilmente detetáveis.

No entanto, Diogo Duarte alerta para a necessidade de os colaboradores adotarem estratégias que reduzam a exposição ao risco, apostar na formação e adquirir conhecimentos em termos de IT para não se tornarem vulneráveis em questões de segurança informática. “Por melhor que o sistema seja, existe sempre risco. É impossível evitar um ataque, mas existe a possibilidade de reduzir a exposição ao risco se trabalharmos com pessoas competentes”, afirma Diogo Duarte.

FLEXÍVEL E MODULAR

Em Portugal, o Odoo não é um sistema tão conhecido. No entanto, com clientes mundiais, desde os EUA à Austrália, a OdooGap tem singrado a nível internacional.

O poder de customização e modularização são muito atraentes. E, custos de aquisição são uma coisa do passado.

Sendo o ERP um sistema que faz tudo dentro de uma empresa – desde as vendas, faturação, gestão de projetos, tudo integrado num website, agregando a loja online (em Portugal este sistema é, maioritariamente, utilizado no comércio online), o armazém e transportadores –, o Odoo faz uma série de integrações benéficas para a  indústria. Esta solução “open source” é flexível e modular, podendo ser aplicada em diversos setores, desde a indústria à advocacia.

Note-se que ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning, que em português significa Sistema de Gestão Empresarial. O software ERP é um sistema de informática responsável por todas as operações diárias de uma empresa, desde a faturação até à gestão de stocks.

Sendo o SAP, atualmente, o sistema mais conhecido e utilizado em Portugal, o Odoo começa a ganhar terreno por se tratar de um sistema aberto que não implica custos de propriedade, acabando o cliente por se tornar proprietário do seu próprio código. Por se tratar de um sistema aberto, torna-se numa mais-valia em termos de matérias de cibersegurança. “Um open source é mais escrutinado e a segurança já está implícita no sistema. Se existir uma debilidade no sistema, facilmente será detetada”, explica Diogo Duarte, acrescentando que, em Portugal, fortemente focados na gestão de projetos, essencialmente no comércio eletrónico, os clientes da OdooGap ficam surpreendidos com a eficácia desta solução.

Paralelamente, e porque potenciar a competitividade empresarial pela via da internacionalização constitui um desafio e uma consequência natural da globalização, a OdooGap tem prestado serviços a diversas empresas que procuram internacionalizar-se. “Hoje em dia não basta ter uma loja online, é necessário ter um sistema de vendas e uma presença online muito forte. Desde a otimização de tempo à logística, é importante perceber que ter um site hospedado em Portugal não é suficiente para atingir o mercado global. Tem de ter uma rede informática com uma escala global, capaz de corresponder às necessidades dos clientes internacionais em termos de rapidez, simplicidade e flexibilidade, por exemplo”, conclui Diogo Duarte.