Inicio Tags Nutrição

Tag: nutrição

Gondomar recebe a 7.ª edição do maior evento nacional de desenvolvimento pessoal e profissional

A 6 de junho, entre as 9h e as 18h30, o Pavilhão Multiusos de Gondomar recebe a 7.ª edição do maior evento gratuito de desenvolvimento pessoal e profissional do país: o DDC.

O encontro reúne oradores de topo da área de coaching, nutrição, desporto e ainda empresários de várias zonas do país, com negócios em diferentes áreas.

O objetivo passa por fomentar as redes de contactos dos participantes e por contribuir para a evolução pessoal e profissional dos mesmos, quer seja pela interação com outras empresas ou por se inspirarem em histórias de sucesso que os motivam a encontrar outros caminhos, promovendo o bem-estar e melhorando os negócios. O DDC 2018 prima pelo painel de oradores que apresenta, estando os intervenientes ligados a projetos de reconhecido valor na área da formação, da escrita e do acompanhamento personalizado em desenvolvimento pessoal.

Desde logo o anfitrião Samuel Soares, CEO da consultora Samsys e autor do livro “O Caminho do Sonhador”, que defende veementemente que “o sonho comanda a vida”. Na linha da frente do coach de alta performance surge Susana Torres – a primeira coach de alta performance em Portugal que, desde o Euro2016, ficou conhecida por ter feito parte do sucesso do jogador Éder Lopes – e Ricardo Peixe – que com 15 anos de experiência é responsável pelo desenvolvimento de mais de 40 mil pessoas e de 120 empresas. A estes nomes juntam-se Pedro Vieira – um profissional que aposta na Programação Neurolinguística (PNL) como forma de promover o autoconhecimento e de gerar resultados de excelência – e Ricardo Mendonza – especialista em resultados máximos, sendo o único europeu que acompanha o atual melhor coach do mundo, Anthony Robbins.

 

A 7.ª edição do DDC terá, ainda, uma estreia. Durante a manhã decorrerá um debate sobre a importância da implementação de prática desportiva e de uma boa alimentação e serão apresentadas algumas ferramentas para contornar a falta de tempo para esses hábitos.

Como protagonistas deste momento estão nomes sonantes do panorama desportivo como Gonçalo Uva (B2Run) e Carlos Sá (Ultra Runner), a nutricionista Carla Sousa (Prozis) e ainda alguns empresários de sucesso com exemplares estilos de vida, como Marta Castro (Medicalmedia), André Vieira de Castro (Argacol) e Miguel Soares (PARTTEAM & OEMKIOSKS).

São esperados 1500 empresários no DDC, um evento que assume uma forte aposta em palestras, num debate, diversas animações, surpresas e vários momentos de networking durante os coffee breaks, que visam, acima de tudo, promover a troca de conhecimento e de experiências entre os presentes.

De realçar a vertente solidária do evento, já que os participantes poderão dar o seu contributo com roupa, comida e outras ajudas, no recinto, doando-os a associações como a “Apela”, a “Pirilampo Mágico” e a “Por + Sorrisos”. O DDC surgiu em 2012 e a entidade responsável pela criação e organização do evento é a Samsys – Consultora especializada em tecnologias de informação, que criou posteriormente uma academia, a Academia Samsys. As iniciativas criadas pela Academia Samsys enquadram-se no âmbito de responsabilidade social da empresa-mãe e visam incutir conceitos como coaching, neurolinguística, felicidade nas organizações e liderança a empresários.

A inscrição é gratuita e pode ser feita em academia.samsys.pt

Equilíbrio na saúde e bem-estar

De que forma as Clínicas Persona procuram assinalar este dia? 

Como uma clínica de referência no campo da nutrição, as Clínicas Persona têm vindo a desenvolver, ao longo dos seus 25 anos de existência, diversas formas de promoção da saúde, tanto física como mental.

No caso particular das mulheres, existe um problema, muitas vezes apelidado erradamente de estético, a celulite, que causa grande transtorno e aflição. Ora, interessa perceber desde logo, que celulite é gordura! As mulheres, pela sua composição corporal, têm maior tendência a acumular células gordas (adipócitos) em zonas muito localizadas, como coxas e glúteos. Estas células sofrem uma deformação e vão formando pequenas acumulações sólidas, originando má circulação e dando o aspeto rugoso na pele com efeito “casca de laranja”. A celulite é na realidade uma doença edematosa que necessita de tratamento. As clínicas persona, com a mais avançada tecnologia que têm ao dispor, conseguem dar resposta eficaz a este problema. De forma a assinalar o dia internacional da saúde feminina, as clínicas persona oferecem 25% de desconto na aquisição de um pack mínimo de tratamentos.

É importante prestar atenção à saúde nas diferentes fases da vida e manter os exames preventivos sempre em dia. As Clínicas Persona procuram consciencializar a população, em especial as mulheres, para a importância da prevenção e dos rastreios? 

Sabemos que o excesso de peso e de gordura é uma das principais causas de diversas doenças metabólicas como a diabetes, hipertensão ou até mesmo o cancro. Isto deve-se aos maus hábitos alimentares e ao sedentarismo extremo que se verifica atualmente. Grande parte do método persona é direcionado para o tratamento da gordura localizada e tudo se inicia por uma consulta de nutrição, na qual iremos verificar os hábitos alimentares da pessoa, alguns aspetos da sua saúde e do seu passado clínico e fazemos uma análise de composição corporal, de forma a percebermos a sua condição atual, uma vez que não é o peso total que indica se uma pessoa é menos saudável, mas sim o excesso de gordura e, sobretudo, onde está ela localizada (a que se localiza no abdómen é a mais perigosa). A prevenção torna-se, portanto, fundamental para evitar a acumulação de gordura nessas zonas críticas e tratamentos específicos como o Pershape, a Tecnologia Trim ou o novo TFA System, tornam-se poderosos aliados. 

Clinicas Persona – Persona Trim III

No âmbito dos cuidados de saúde para as mulheres, as Clínicas Persona têm um programa específico para as recém-mamãs, o Persona Permamã. Em que consiste esse programa? 

É sabido que durante os nove meses de gestação o corpo da mulher sofre um conjunto de alterações morfológicas para a preparação do parto, além de alterações da sua própria composição corporal, como o aumento da percentagem de gordura corporal, nomeadamente na zona das ancas. Estas alterações podem ser mais ou menos significativas e, mesmo na mesma mulher, existirem alterações diferentes de uma gravidez para outra. A especificidade dos problemas clínicos e preocupações estéticas manifestadas pela grande maioria das mulheres que procuram os nossos serviços após gravidez criou-nos a necessidade de encontrar soluções próprias e adaptáveis a essas situações. Assim nasceu o programa Persona Permamã. Consiste então na associação de dois ou mais tratamentos corporais que atuando em sinergia com a dietética e cosmética Clínica Persona, além da correta execução do plano alimentar equilibrado proposto, permite recuperação das formas e a redução de volume num curto espaço de tempo, além de aumentar consideravelmente a tonicidade muscular em zonas como abdómen, flancos, nádegas e coxas.

Portugal é um dos cinco países europeus com maior obesidade entre os adolescentes e as raparigas portuguesas são as mais sedentárias. O que é que as Clínicas Persona disponibilizam para combater esta problemática?

Sensibilizada para esta problemática e para a importância da aquisição de hábitos alimentares saudáveis e equilibrados, as Clínicas Persona desenvolveram o Persona Perkids. Este programa é direcionado especificamente para as crianças e adolescentes que pretendem gerir o seu peso ou combater o excesso de peso ou obesidade. Com o plano Persona Perkids, estabelecemos um programa alimentar específico e serão dados conselhos alimentares relevantes ao agregado familiar. A par de todo o acompanhamento clínico, são disponibilizadas as mais recentes e eficazes tecnologias que visam corrigir possíveis desequilíbrios metabólicos e que vão estimular determinadas funções naturais do organismo. Destacamos a estimulação celular profunda, realizada pela Endermologia Clínica LPG, e a tecnologia Trim II, onde o estímulo muscular conseguido é superior ao alcançado com exercícios físicos convencionais.

Os mitos que comemos desmistificados em livro

“Ser nutricionista hoje em dia é uma missão ingrata”, escreve Pedro Carvalho no seu Os Mitos Que Comemos (editado pela Matéria Prima). Da coluna mensal no Life&Style para as páginas de um livro, o nutricionista responde a algumas das principais questões no que à alimentação diz respeito e desmistifica os produtos light, as dietas detox, a água às refeições ou a ingestão de hidratos de carbono à noite.

Num mundo global, é fácil abrir um motor de busca na Internet e pesquisar um determinado alimento ou um tipo de dieta. Mas apesar de ser “mais fácil esclarecer os mitos porque existem cada vez mais fontes de informação, grande parte das pessoas não possui formação para distinguir as boas das más fontes e embarcam, muitas vezes, pelas correntes mais sensacionalistas e fundamentalistas”, diz Pedro Carvalho ao Life&Style por e-mail.

Daí a necessidade de um livro “escrito depois da leitura de centenas de artigos” para tentar “produzir uma resposta concreta a muitos dos mitos que invandem o nosso quotidiano alimentar”.

O livro está dividido em quatro capítulos: “As dietas”, “O leite e o glúten”, “Os mitos clássicos” e “Os novos superalimentos”. Com o Verão a chegar “todos os tópicos relacionados com as dietas e a ‘fobia’ aos hidratos de carbono” são muito abordados em consultas, diz Pedro Carvalho. “Também por isso, as dietas, o leite e o glúten mereceram capítulos individuais no livro de modo a tentar explicar bem os fundamentos relativos a estes três temas e ajudar os leitores a fazerem escolhas mais conscientes”, explica.

Todos os dias se ouvem disparates relacionados com a alimentação: “Dizer por exemplo que o ‘leite é um veneno’, que ‘tenho de cortar os hidratos de carbono à noite’ ou que ‘deixei de comer um determinado alimento porque acusou nos testes de intolerância alimentar’ são alguns desses casos”, atesta Pedro Carvalho.

“Nunca, como hoje, houve tanto interesse da sociedade sobre alimentação e saúde”, escreve o nutricionista Vitor Hugo Teixeira no prefácio de Os Mitos Que Comemos. Pedro Carvalho reconhece o mesmo e a crescente “moda dos programas de culinária, as fotos de comida no Facebook e Instagram”. “Quase que temos pessoas que se não tirarem uma foto depois do ginásio, corrida ou prato saudável, parece que não valeu a pena ter feito isso”, critica. Mas a “moda” criou uma “consciencialização para bons hábitos alimentares” e isso é importante, realça.

Ao escrever a sua rubrica no Life&Style, Pedro Carvalho gera inúmeras reacções entre o “público em geral” e os colegas em particular. “Os textos sobre o leite são os mais criticados” e “é raro existirem críticas positivas” nas caixas de comentários. Mas entre os nutricionistas, a coluna e o livro “são quase virais” e são os artigos mais criticados que mais aplausos geram.

Nutrição Animal e Qualidade de Vida

Rita Silva

Em Portugal, os animais de estimação são cada vez mais verdadeiros membros da família e os seus donos, felizmente, estão mais informados e mais exigentes.

Se quisermos ser abrangentes podemos falar de cinco dimensões de responsabilidade por parte do dono do animal: garantir o acesso a cuidados de saúde adequados; escolher um alimento que possa, para além da satisfação da fome, ter um impacto positivo saúde do animal e sua na longevidade; garantir ao animal um espaço digno, abrigado e confortável para viver; respeitar o comportamento natural do animal e dar-lhe a oportunidade para o viver em pleno (na ROYAL CANIN® falamos em respeitar a “animalidade” dos gatos e dos cães) e por fim, é fundamental proporcionar ao animal oportunidades para exercício físico e atividades com a sua família que o estimulem e lhe proporcionem bem-estar. Todos estes aspetos influenciam bastante a qualidade de vida dos gatos e dos cães. A ROYAL CANIN®, através dos seus alimentos de elevada qualidade pretende ser um suporte na escolha do melhor alimento pelos donos, já que esta decisão é mais complexa do que aparenta ser. Sobre a alimentação de gatos e cães existem muitas ideias preconcebidas, erradas ou demasiado influenciadas pela emoção. Por exemplo, há donos que preparam as refeições dos seus animais em casa como um ato de carinho e que também acreditam ser esta a melhor opção do ponto de vista nutricional. A base científica da ROYAL CANIN® recusa qualquer espécie de antropomorfismo (forma de pensamento que atribui características ou aspetos humanos aos animais) e não nos permite concordar com tal argumentação. Assim, também vemos como uma missão importante desbravar este caminho sinuoso de desinformação, estando próximos dos donos, quer diretamente quer por via dos nossos parceiros, de forma a partilharmos a ciência que hoje os nossos produtos representam e de forma a suportá-los na escolha do alimento para o seu animal.
A ROYAL CANIN® é mundialmente reconhecida como uma marca pioneira na inovação científica e que molda a sua história e o seu crescimento na procura constante pela precisão nutricional. Desde a fundação da marca em 1967 por Jean Cathary, um médico veterinário, que todos os produtos nascem de uma necessidade identificada em primeiro lugar no gato e no cão. Esta abordagem é o fio condutor e diferenciador de tudo o que fazemos e também aporta à empresa uma grande responsabilidade: a de não parar nunca esta procura de precisão. Às vezes dizemos que somos “teimosamente científicos” porque há mais de 46 anos que produzimos alimentos segundo fórmulas muito precisas e equilibradas que satisfazem as verdadeiras necessidades dos gatos e dos cães. E fazemos tudo isto, confiando na ciência, nos factos e no conhecimento sobre gatos e cães para o qual a marca também contribui. Somos teimosamente científicos e vamos continuar a ser: não é o caminho mais fácil, mas é aquele que nos tem permitido cumprir juntos dos gatos e cães com as promessas que os nossos alimentos fazem, porque os resultados são visíveis para os seus donos.
A ROYAL CANIN® tem uma gama completa de dietas terapêuticas (secas e húmidas) de suporte ao tratamento de algumas doenças dos gatos e dos cães e que deve ser prescrita pelas equipas médico-veterinárias, dado tratarem-se de dietas formuladas recorrendo a nutrientes específicos em doses suplementares, que têm efeitos sobre diferentes órgãos e diferentes funções do organismo. Na grande maioria das doenças dos gatos e dos cães é possível intervir com dietas especialmente formuladas para atenuar ou mesmo controlar alguns sintomas.
A ROYAL CANIN® tem o pioneirismo inscrito no seu ADN, o que tem permitido à empresa desenvolver soluções nutricionais para gatos e cães, considerando a sua idade, o seu nível de atividade e estilo de vida, o seu estado fisiológico, a raça e as suas sensibilidades. A missão da marca é ambiciosa mas é muito clara: desenvolver alimentos cada vez mais precisos e adaptados às verdadeiras necessidades nutricionais dos gatos e dos cães. Todos os alimentos formulados pela ROYAL CANIN® representam marcos históricos para a empresa, pelo seu cariz inovador, pelo que acrescentaram à ciência da nutrição animal, e pelo impacto que têm na saúde, bem-estar e longevidade dos gatos e dos cães de todo o mundo. O nosso principal desafio é a expansão contínua do território da nutrição-saúde para gatos e cães e a continuação do caminho da individualização nutricional. Por outro lado queremos chegar a cada vez mais gatos e cães em todo o mundo. Uma das nossas estratégias para continuar esta expansão é a partilha de conhecimento com todos os donos e a experimentação dos nossos produtos. Acreditamos que a compreensão dos benefícios dos nossos produtos pelos donos e a verificação dos mesmos, comprovando o seu efeito na saúde dos seus animais, são a melhor forma dos donos perceberem esta empresa e esta marca. O futuro da ROYAL CANIN® vai continuar a ser construído através da antecipação de necessidades, tendências e modos de vida que possam influenciar a saúde e bem-estar dos gatos e dos cães. Vamos continuar a descobrir novos caminhos, mesmo percebendo que nessa descoberta reside sempre alguma resistência, porque o nosso compromisso é sempre com os gatos e os cães em primeiro lugar.

Os prós e os contras do sumo de laranja

Se quer saudável provavelmente inclui sumos de fruta, como o sumo de laranja, na sua dieta – o que é compreensível uma vez que estes sumos são feitos com fruta.

O site Steth News destaca que entre os prós de beber sumo de laranja está o facto de estar a ingerir vários dos ingredientes chave provenientes da fruta. Entre eles: vitaminas C, A, cálcio, flavonoides, alguma fibra e minerais como magnésio, folato e potássio. Sendo que é importante que contém calorias – cerca de 60 calorias por meio copo.

Mas há também os contras: Cada meio copo de sumo de laranja (dos que geralmente são servidos em cafés) contém cerca de 14 gramas de hidratos de carbono. Apesar de isto até poder ser algo positivo, o facto é que a maioria deste conteúdo surge na forma de frutose, que é um tipo de açúcar simples.

Esta é uma das principais razões por que muitos nutricionistas e especialistas em saúde alertam as pessoas para não consumirem demasiado sumo de laranja. Os altos níveis de frutose no sumo de laranja fazem com que se torne praticamente tão pouco saudável quanto os refrigerantes ou sumos artificiais.

Pode beber sumo de laranja todos os dias mas certifique-se de que só utiliza uma ou duas laranjas por pessoa em cada copo de sumo. Além disso deve, sem dúvida, ingerir frutas ao longo do dia.

Obsessão com alimentação saudável pode tornar-se uma doença

De acordo com Ana Rita Lopes, coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa: “a obsessão com a prática de uma alimentação saudável é considerada um transtorno alimentar, ao qual se dá o nome de ortorexia nervosa. O termo deriva da palavra grega “orthos”, que significa correto e da palavra “orexia”, que significa apetite”.

A ortorexia nervosa caracteriza-se por uma obsessão patológica com uma nutrição adequada, por uma dieta restritiva e por uma rejeição rígida de alimentos julgados não saudáveis, com o objetivo de atingir uma saúde ideal, prevenir doenças ou alcançar a imagem corporal desejada.

“Apesar de a ortorexia nervosa não ser ainda considerada uma doença do comportamento alimentar, tal como a anorexia e bulimia nervosas, têm surgido cada vez mais estudos que a aproximam dessas doenças psiquiátricas. Esta preocupação desmesurada com a alimentação, leva a que estes indivíduos dediquem cada vez mais tempo a planear as suas refeições e menos tempo ao lazer, podendo ter um impacto negativo na sua vida social”, acrescenta a especialista.

Em termos epidemiológicos, estudos recentes sugerem uma prevalência de 6,9 por cento na população em geral e entre 35 a 57 por cento em grupos de alto risco, como profissionais de saúde, desportistas e artistas.

Para a nutricionista clínica, o problema começa quando a pessoa: “não se permite ingerir um alimento julgado “menos saudável” ou sente tristeza por ingerir esse alimento, fica ansiosa por não poder cumprir as refeições planeadas, só realiza refeições em casa, contabiliza todas as calorias e nutrientes ingeridos, analisa ao pormenor todos os rótulos e isola-se para poder consumir apenas os alimentos saudáveis”.

“Os estudos mais atuais sugerem que a ortorexia pode ser tratada em equipa, pois para além do apoio de um dietista/nutricionista para desmistificar ideias e orientar em termos alimentares, é fundamental procurar apoio psicológico”, conclui a nutricionista.

Quatro ideias nutricionais que estão erradas e só fazem engordar

Existem muitas ideias pré-concebidas que parecem ser as mais adequadas para um estilo de vida saudável, mas na verdade não passam de mitos que apenas fazem engordar – e que prejudicam, por isso, a saúde.

Uma delas é pensar que o corpo precisa de açúcar quando se tem o desejo por algo doce, e que, por isso, se pode comer algo rico em açúcar. Segundo a revista Marie Claire, que reuniu os depoimentos de alguns nutricionistas e sites especializados, comer um fruto seco quando se tem desejos por algo doce tem exatamente o mesmo efeito do que comer uma sobremesa, embora se ingiram bem menos calorias e gorduras. Na presença do desejo, o corpo transforma qualquer alimento em glicose.

Acreditar que todos os smoothies são saudáveis é outro mito que deve terminar, uma vez que grande parte destas bebidas industrializadas contam com açúcares adicionados.

Comer o que quiser porque se tem um estilo de vida ativo e se pratica exercício é também uma ideia errada, visto que alguns alimentos são demasiadamente penosos para a saúde e não há prática de atividade que aniquile os seus malefícios.

Por fim, destaca a publicação, outra ideia errada, mas comum, é pensar que se pode comer tudo e mais alguma coisa apenas porque se teve um dia stressante. Comer emocionalmente e por recompensa nunca é correto, uma vez que a pessoa fica menos capaz de equilibrar o que ingere.

Reforçar o sistema imunitário com uma fórmula testada pela natureza

Em plena época de “pico” de gripes e constipações, bem como uma maior predisposição para estados depressivos e cansaço, o inverno é uma época em que muitas vezes é sentida a necessidade de um reforço nutricional para fortalecer as defesas do organismo. A geleia real é a substância natural conhecida mais rica em elementos biológicos indispensáveis à vida, tendo uma composição extremamente rica. Assim, esta é usada para estimular a imunidade e aumentar a resistência física e intelectual.

A par dos reconhecidos benefícios de outros produtos da colmeia, como o mel, a geleia real é o mais rico e poderoso destes alimentos. Também conhecida como “leite das abelhas”, esta substância é o alimento exclusivo das Abelhas Rainhas. A maior longevidade destas – que vivem entre cinco a seis anos, enquanto as restantes abelhas vivem apenas 45 dias – é atribuída à poderosa ação e riqueza nutricional da geleia real.

Com consistência gelatinosa esbranquiçada e de sabor quente, ácido e ligeiramente açucarado, a geleia real é uma aliada eficaz ao longo de todo o ano, mas em particular no inverno. Além da conhecida ação antiviral e antibacteriana, este superalimento aumenta também a resistência física e intelectual, sendo usado como revigorante e promotor de bem-estar em adultos, crianças, estudantes e desportistas.

Disponível em vários formatos, entre os quais ampolas, cápsulas ou mesmo gomas, a geleia real pode ser encontrada sob a forma de suplemento alimentar em farmácias e parafarmácias.

Superalimentos estimulam a imunidade natural do organismo

Sementes de Goji

Considerados por isso mesmo como superalimentos, o Açaí, o Camu camu, a Erva de Trigo ou Goji, devido ao seu elevado teor em vitaminas, minerais e antioxidantes são eficazes no fortalecimento das defesas naturais do organismo, tornando-se especialmente úteis nesta época do ano para prevenir gripes e constipações.

Introduzidos regularmente na alimentação, estes superalimentos aumentam a imunidade e previnem as infeções. Incluídos em batidos, leite ou misturados em sopas, tornam-se um complemento prático e saboroso que constitui uma opção saudável para a alimentação diária.

Açaí
Com elevados níveis de antioxidantes, ajudam a prevenir o envelhecimento prematuro e as doenças degenerativas. Rico em aminoácidos, ácidos gordos essenciais, vitaminas, minerais e fibra. A elevada concentração em ácido linoleico (ácido gordo ómega-6) contribui para a diminuição dos níveis de mau colesterol (LDL) e aumento dos níveis de bom colesterol (HDL).

Erva de Trigo
A Erva de Trigo é uma das mais ricas fontes de nutrientes do planeta. Com propriedades anti-inflamatórias, é indicada para o alívio das dores reumáticas e artrites. Contém enzimas que combatem os radicais livres associados ao aparecimento do cancro e ao envelhecimento celular. Possui também vitaminas, tais como a vitamina A (mais do que a cenoura), vitamina C (mais do que a laranja), vitaminas E e K, e minerais, como magnésio, ferro, fósforo e cálcio. Rico também em Clorofila, que combate os radicais livres que danificam as células saudáveis e levam ao aparecimento de doenças degenerativas.

Goji
Rica em antioxidantes, devido à sua riqueza em carotenoides, vitamina C (500 vezes mais do que a mesma quantidade de laranjas), zinco e selénio. Previne as doenças degenerativas e os sinais de envelhecimento. Aumenta a resistência ao stress. Uma única baga de Goji contém 18 aminoácidos distintos, incluindo os 8 aminoácidos essenciais que o nosso organismo não produz, 6 vitaminas, 11 minerais e 22 oligoelementos, 5 tipos de ácidos gordos insaturados, 5 diferentes tipos de carotenoides e muitos pigmentos fenólicos. Os carotenoides, a vitamina C, a vitamina B1, a cisteína, o manganês, o zinco, o cobre e o selénio são alguns dos seus componentes com ação antioxidante.

Camu Camu
É a maior fonte conhecida de vitamina C. É rico em antioxidantes, como a vitamina C, potássio, cálcio, fósforo, ferro, magnésio, zinco, beta caroteno, aminoácidos e poderosos fitoquímicos. Reforça o sistema imunitário, previne gripes e constipações e é útil para obter uma pele saudável, cicatrização rápida e adequada regeneração muscular após atividade física intensa.

Crianças que tomam o pequeno-almoço têm mais sucesso na escola

Um estudo levado a cabo pela Cardiff University e que envolveu cinco mil crianças entre os nove e os 11 anos de idade revela que existe uma relação entre tomar o pequeno-almoço e a performance académica.

Há muito que os nutricionistas garantem que tomar o pequeno-almoço ajuda a criança a concentrar-se melhor na escola – e já foi encontrada também uma relação entre fazer esta refeição e o estado de saúde.

Mas, esta é a primeira vez, como reporta o Independent, que a investigação mostra que as crianças têm o dobro das probabilidades de terem melhores notas do que a média em testes e fichas de avaliação aos 11 anos se começarem o dia com um pequeno-almoço saudável.

Mas, comer alimentou pouco saudáveis como doces e snacks salgados ao pequeno-almoço – como uma em cada cinco crianças faz – não tem qualquer impacto positivo no desempenho académico.

Os investigadores descobriram ainda que o consumo regular de alimentos ao longo do dia também potencia a performance académica e os níveis de concentração.

EMPRESAS