Inicio Tags Soluções de tecnologias de informação

Tag: soluções de tecnologias de informação

Informantem: A tecnologia perto de si

Sediada em Lisboa, a Informantem é hoje um dos principais fornecedores nacionais de soluções de tecnologias de informação. Com a dedicação e empenho de uma equipa de profissionais, a Informantem fornece soluções e serviços especializados, alinhados com as estratégias dos principais fabricantes de Hardware e Software.

Por sua vez, Daniel Passos, juntamente com a sua equipa, assume um papel preponderante na empresa, reformulando-a ao nível das soluções e das tecnologias de informação.

Designer de processos de segurança e um apaixonado pelas tecnologias, Daniel Passos afirma que é tudo menos contra o desenvolvimento tecnológico. “Sou sim a favor da sua aplicabilidade consciente. A nossa sociedade e as gerações mais novas não entendem o quão vulneráveis estão com todo este desenvolvimento tecnológico”, refere o tecnólogo.

Quanto à reformulação da Informantem, esta processou-se a nível do catálogo de serviços orientados para as soluções e tecnologias que estão a ser introduzidas na empresa. “Temos um leque alargado de serviços em termos de manutenção, por isso mesmo impunha-se fazer um «shift» para fazer face a toda esta dinâmica da transformação digital. Nós próprios transformámos os nossos serviços, acrescentando novas plataformas, novas soluções e novos serviços no nosso catálogo, de forma a modernizá-lo para continuar a garantir a confiança que os nossos clientes depositam em nós e para reforçar a segurança e integridade da informação, bem como o reforço das defesas a ataques cibernéticos”, explica Daniel Passos.

No entanto, reforça que a segurança e a proteção dos seus clientes já é algo intrínseco à empresa, o que se reflete na confiança dos clientes na Informantem como uma entidade segura. De facto, a Informantem tem implementado e certificado um Sistema de Gestão de Segurança da Informação em conformidade com os requisitos da norma de referência ISO/IEC 27001 na prestação de Serviços de Housing, Hosting, Backup e Disater Recovery. Caso de sucesso e orgulho é o facto de o Datacenter ter sido projetado para proporcionar ao cliente vantagens a nível de rapidez e segurança. O total controlo de acessos e monitorização garante uma disponibilidade total.

Assim, passo a passo, a Informantem vai redirecionando a sua atuação no mercado, explorando novas áreas e disponibilizando novas soluções.

Contudo, é importante consolidar áreas de negócios já trabalhadas pontualmente pela Informantem, bem como consolidar as ofertas com base nas ofertas dos fabricantes. A Informantem, com uma estratégia fortemente direcionada para um vasto portefólio de fabricantes, redirecionou-se agora para um grupo mais restrito de fabricantes, de forma a garantir a especialidade dos seus produtos e serviços. Estamos a falar de parceiros como a HP, HPE, Microsoft ou a Cisco. “Trata-se de um modelo de consolidação da oferta e de especialização porque estamos a trabalhar com a tecnologia mais emergente destes fabricantes neste momento”, adianta Daniel Passos.

A visão orientada para o cliente, aliada, à experiência e uso de normas internacionais, tais como ISO 9001, 14001 e 27001, permite à Informantem ser um integrador de referência nos diferentes setores de mercado.

“TUDO, SEM UMA ESTRATÉGIA, PODE CRIAR FRAGILIDADES”

Quando questionado sobre se a transformação digital veio trazer tudo o que há de bom, mas também o que de menos bom há, Daniel Passos explica que tivemos um crescendo galopante no que diz respeito à transformação digital, portanto, “o bom e o mau é relativo”. “Estamos é muito mais vulneráveis por não termos acompanhado de uma forma tão próxima todo este crescendo. O bom e o mau já existe há muito tempo, e o crime informático também. Hoje estamos é mais expostos e vulneráveis ao ciberataque devido ao avanço das tecnologias”, acrescenta.

E mais. A adoção de tecnologias mais recentes, sem que haja uma direção e uma estratégia, pode fragilizar a empresa para eventuais ciberataques. Aliás, “tudo, sem uma estratégia, pode criar fragilidades”, alerta o nosso entrevistado.

É aqui que a Informantem se diferencia, por definir soluções e estratégias adequadas a cada empresa. “Somos alfaiates de soluções. Cada negócio deve ser analisado, estudado e ter um pensamento estratégico, não só no âmbito da cibersegurança. Defendo que esta boa governança deva existir em todos os modelos. Essa sim é uma forma correta de estar no mercado, adequando as soluções às necessidades e capacidades das organizações”, adianta Daniel Passos.

CIBERATAQUE: ERRO HUMANO?

Podemos afirmar que o ciberataque deve-se, na maioria das vezes, a um erro humano? Daniel Passos é reticente a esta questão. Não sabe se o desconhecimento é um erro, mas sim que, nos dias de hoje, com o fácil acesso à informação, a falta de uma consciencialização é um erro humano. “Por outro lado, somos demasiado “preguiçosos” e facilitamos o caminho para o ciberataque quando, por exemplo, colocamos as mesmas passwords em diferentes sites ou quando aceitamos termos e condições sem, verdadeiramente, as ler. O homem, por natureza, cria ferramentas de segurança, mas ele próprio acaba por se colocar numa posição de vulnerabilidade”, diz-nos. Explica, ainda, que hoje a segurança da informação e sua a consciencialização deve ser o mote das organizações, essencialmente para quem está na gestão de topo e “que adquire soluções de cibersegurança, mas que acaba por não estar verdadeiramente consciencializado sobre as vulnerabilidades”.

Por sua vez, relativamente à proteção de dados e com a entrada em vigor do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, Daniel Passos também tem uma posição bem vincada. “O Regulamento Geral de Proteção de Dados atualiza uma lei que já tem 20 anos pelo que urgia, com esta transformação digital, sofrer uma reformulação”, elucida. Mas, mais uma vez, também este tema está intrinsecamente relacionado com consciencialização. Consciencialização essa que passa por gestos tão simples como “tomar precauções quando andamos com o nosso telemóvel com o wifi ligado ou com as passwords gravadas”.

“Concordo que hoje o RGPD é olhado com mais cuidado, mas porque traz consigo a aplicação de coimas. Não sei se traz algo de novo, mas coloca à luz do dia aquilo que deve ser enaltecido. Os direitos do cidadão, a segurança e tratamento dos dados pessoais ou os direitos da propriedade intelectual é algo que já sabemos há muito tempo. Agora se a consciencialização não muda, o regulamento apenas trará coimas pesadas”, acrescenta Daniel Passos.

Neste domínio, a Informantem está consciente da importância de divulgar mais informação, pelo que está a desenvolver e a ministrar workshops por todo o país para apresentar as vulnerabilidades que o desenvolvimento tecnológico acarreta.

Informantem: Há mais de 20 anos no mercado

A Informantem, Informática e Manutenção, é um distinto fornecedor nacional de soluções e serviços de Tecnologias de Informação (TI). Há mais de 20 anos no mercado, é uma empresa competitiva e sólida, que garante, conjuntamente com os maiores fabricantes de Hardware e Software, soluções e serviços de Tecnologias de Informação adequados a cada cliente.

EMPRESAS