Esta é uma prática cada vez mais frequente. Saiba qual

Um vídeo produzido por uma empresa alemã de 'web designers' está a tornar-se viral na internet, com a denúncia de que a rede social Facebook não respeita os direitos da propriedade intelectual.

2175

O vídeo, produzido pela Kurzgesagt e colocado na rede Youtube a 10 de novembro, já levava perto de 1,4 milhões de visualizações a meio desta sexta-feira.
Entre as acusações, a empresa de Munique refere que, só nos primeiros três meses do ano, 725 dos 1 000 vídeos mais vistos no Facebook (fb) foram «roubados» antes de serem colocados no fb.
Estes números corresponderão, segundo as contas da Kurzgesagt, a 17 mil milhões de visualizações «roubadas» no mesmo período.
A iniciativa, que critica uma prática cada vez mais frequente, visa criticar o dano que dali resulta para criadores independentes, os quais nem beneficiam do número de visualizações/partilhas, nem das receitas geradas com os seus vídeos.