Uma empresa que nasceu para promover a evolução empresarial

Com o objetivo de promover uma gestão de recursos mais eficiente e aumentar a produtividade e os resultados das empresas, a Escrita Digital desenvolveu as aplicações XRP, “vocacionadas para a gestão de processos de negócio nas organizações”. Quem o diz é Tomé Gil, CEO da empresa, que, em entrevista à Revista Pontos de Vista, falou de um modo mais específico sobre a gestão de frotas.

1541

Através da sua experiência e missão, a equipa da Escrita Digital assume o compromisso de desenvolver estratégias para melhorar a presença das empresas na Internet, gerir a carteira de clientes e aumentar a produtividade. De que modo cumprem estes objetivos?
A Escrita Digital nasceu para colocar as empresas e organizações na internet. O primeiro produto que desenvolvemos, o ed-Portal é um gestor de sites e com ele asseguramos a gestão de alguns sites de empresas de referência. Com o objetivo de crescermos, desenvolvemos as aplicações XRP, vocacionadas para a gestão de processos de negócio nas organizações.

TomeGil_Final
Tomé Gil

Na prática, em que consiste exatamente estas aplicações XRP? Em que áreas são aplicáveis?
As aplicações XPR estão divididas em dois grupos: as dedicadas ao desenvolvimento dos recursos humanos (XRP |Avaliação de Desempenho; Gestão por Competências, Gestão da Formação, Recrutamento, entre outras) e as dedicadas à gestão de frotas.

No âmbito das aplicações direcionadas para a gestão de frotas, que serviços fazem parte desta ferramenta?
A aplicação XRP |Gestão de Frotas assegura a gestão operacional da frota: controlo de custos, contratos, seguros, sinistros, multas, cartões de combustível, vias verdes e todo o processamento contabilístico associado.
A XRP |Pool assegura a gestão em car-sharing.
A XRP |Gestão de Oficina assegura a gestão de oficinas internas.

Afirmam que estas ferramentas beneficiam as empresas no contexto operante e económico e, até, o próprio ambiente. Em termos práticos, que mais-valias efetivas trazem estas aplicações?
As mais-valias sentem-se na redução de custos e aumento de produtividade, quer por eliminação direta de custos, quer pela eliminação de tarefas sem valor acrescentado. Os condutores passam a ter conhecimento dos custos da viatura e dos consumos (em comparação com a média dos colegas), levando a uma condução mais cuidada com benefícios no custo por quilómetro. Destacamos também que os clientes com frotas maiores conseguem apurar o TCO real das viaturas (fornecido pela aplicação e resultado da utilização diária), que nem sempre coincide com o anunciado. Este dado permite-lhes orientar as próximas compras para veículos com TCO´s reais mais baixos.
Destacamos ainda o módulo de utilização partilhada que, ao permitir uma maior utilização dos veículos, permite uma diminuição de custos significativa, especialmente em locais com boa concentração de viaturas.

A utilização destes instrumentos de trabalho é fácil e intuitiva, sendo desnecessário recorrer a formações. De que forma esta é uma questão importante para as empresas?
Se as ferramentas forem de utilização complexa, criam dificuldades no trabalho diário, aumentam os custos de formação e dificilmente cumprem os objetivos que levaram à sua compra. Hoje, nas empresas, todos temos pouco tempo.
Também para nós é importante que as nossas ferramentas sejam fáceis e intuitivas de usar, pois só assim conseguimos aumentar a produtividade, quer do desenvolvimento, quer no apoio a clientes.

De que modo a Escrita Digital continuará a desenvolver métodos que melhor permitam a evolução empresarial de um modo geral e, nomeadamente, no contexto da gestão de frotas?
É a nossa missão. Sabemos que os clientes só continuam a confiar em nós e nos nossos produtos se os continuarmos a desenvolver, melhorando funcionalidades atuais ou dotando-os das funcionalidades necessárias à contínua evolução da sociedade e dos processos de negócio.
Por exemplo, este ano, ao escutarmos os nossos clientes percebemos que alguns tinham equipamentos com necessidades de manutenção e inspeção, em tudo semelhantes a veículos, e que era importante que a aplicação de gestão de frota permitisse essa gestão de forma tão fácil e intuitiva como para veículos. Lançámos assim um conjunto de funcionalidades para a incorporação deste tipo de equipamentos na aplicação, o que até nos permitiu alargar o mercado potencial da aplicação.
Outra área em que procurámos responder foi em disponibilizar algumas das funcionalidades das aplicações nos telemóveis. Cada vez mais, os utilizadores precisam de agir no momento e em qualquer dispositivo. Por isso, lançámos este mês a aplicação Android e nos próximos meses lançaremos as versões iOS e Windows Phone.
Finalmente, sentimos que a utilização partilhada de viaturas vai crescendo, mas, para que resulte, é necessário ter processos simples para controlar os danos (não se pode entregar um veículo a um utilizador que não esteja a funcionar corretamente), para registar o levantamento e a devolução de viaturas com os recursos de que dispõe e da forma que pretende. Também aqui melhorámos a nossa aplicação, introduzindo múltiplas formas de cada utilizador assinalar quando inicia e termina a utilização da viatura, comunicação dos Kms, danos e procedimentos a adotar nas situações inesperadas, utilizando as potencialidades abertas pelos smartphones.