Os reais efeitos da privação do sono

Se pensa que uma noite sem dormir apenas o vai deixar de mau humor e com algumas dores de cabeça, engana-se redondamente.

1262
Sono

A privação do sono é uma das consequências mais fulminantes da azáfama do dia-a-dia e de alguns maus hábitos quotidianos. Mas não só: é um problema que consegue dar origem às mais variadas condições de saúde.

Dormir pouco tem um impacto direto na qualidade de vida e apenas uma noite mal dormida é capaz de interferir com a capacidade de ação e pensamento no dia seguinte.

Mas quando a privação do sono é algo recorrente, podemos estar perante a uma condição crónica e altamente prejudicial para a saúde, uma vez que desencadeia situações de desconcentração, confusão, stress, irritação e alucinação. Além disso, as noites mal dormidas estão intimamente relacionadas com problemas cardíacos, Diabetes e casos de obesidade. Na pior das hipóteses, podem levar à morte.

Para mostrar como a privação do sono é uma situação grave, o Huffington Post partilhou um vídeo do Ted-Ed em que são revelados os reais efeitos da falta de sono.

Veja o vídeo e fique a conhecer o caso do jovem que, em 1965, ficou 11 dias sem dormir. Sim, 11 dias. E tome nota de tudo o que é preciso saber sobre o sono.