Cinco detidos e dois mortos durante operação antiterrorista em Paris

Cinco pessoas foram detidas esta manhã durante uma operação antiterrorista em Saint-Denis, no norte de Paris. Há pelo menos dois mortos, incluindo uma mulher que se fez explodir. Pelo menos cinco polícias das forças especiais ficaram feridos.

1302
Paris

A procuradoria de Paris confirmou a detenção de cinco pessoas, esta quarta-feira de manhã, na sequência de uma operação policial relacionada com os atentados terroristas de sexta-feira passada, que mataram 129 pessoas na capital francesa.

As autoridades francesas não disponibilizaram qualquer informação sobre a identidade destas pessoas. A procuradoria confirmou, apenas, a morte de uma mulher que se fez explodir durante uma rusga a um apartamento, onde estava refugiado um grupo armado. Segundo a imprensa local, outro suspeito também morreu.

No Twitter, a Polícia Nacional francesa revela que cinco polícias das forças especiais, RAID, ficaram feridos sem gravidade na operação.

A Procuradoria diz que não é possível aferir, ao certo, quantas pessoas estão ainda no apartamento.

A operação tem como alvo o alegado cérebro dos ataques, o belga Abdelhamid Abaaoud.

Cerca de 50 soldados franceses foram entretanto destacados para Saint-Denis, a zona onde decorre a operação policial, tendo sido posicionados na principal rua da cidade, perto do apartamento alvo de ataque das autoridades francesas.

Os estabelecimentos de ensino no centro de Saint-Denis vão manter-se encerrados e foi pedido “à população que evite totalmente a zona do centro” de Saint-Denis. Metro, autocarros e elétricos foram suspensos devido à intervenção policial, de acordo com a autoridade dos transportes RATP.