Homens armados fazem 170 reféns em hotel na capital do Mali

Homens armados tomaram de assalto o hotel Radisson em Bamako, capital do Mali, e fizeram 170 reféns ("140 clientes e 30 funcionários"), confirmou o grupo hoteleiro Rezidor, que gere aquele hotel.

997

“O grupo hoteleiro Rezidor, que gere o hotel Radisson Blu de Bamako no Mali, tem conhecimento que está em curso uma tomada de reféns naquele local”, indica o grupo num comunicado citado pela AFP. “Segundo as nossas informações, duas pessoas estão a reter 140 clientes e 30 funcionários”.

“De manhã bem cedo houve um tiroteio. Aparentemente foi uma tentativa para fazer reféns”, já tinha dito uma fonte das forças de segurança do Mali à Reuters. O repórter da AFP constatou no local que a polícia criou um perímetro de segurança.

Os tiros dentro do hotel puderam ser ouvidos no exterior do edifício, que tem 190 quartos. “Tudo acontece no sétimo piso. Os jihadistas estão a disparar no corredor”, disse à AFP uma fonte dos serviços de segurança.

Também segundo uma fonte dos serviços de segurança do Mali, os atacantes chegaram ao hotel numa viatura com matrícula diplomática.

A 7 de Março deste ano, um atentado contra um bar-restaurante em Bamako provocou a morte de cinco pessoas, incluindo um francês e um belga. Foi o primeiro ataque deste género no Mali, diz a AFP.

A BBC acrescenta que em Agosto homens armados mataram 13 pessoas, incluindo cinco funcionários da ONU, num ataque a um hotel de Sévaré, outra cidade do Mali.