Fatos de proteção desapareceram de hospital em Paris

Caso está a ter particular atenção numa altura em que os níveis de segurança em Paris se mantêm altos, na sequência do ataque de 13 de novembro.

1911
Praça da República, Paris

Fatos de proteção usados em hospitais, semelhantes aos que vimos serem usados por especialistas que lidaram de perto com o vírus Ébola, desapareceram de uma sala, fechada com código, de um dos hospitais de Paris.

O caso aconteceu no hospital Necker na passada quinta-feira mas só foi admitido publicamente no último domingo, quando as autoridades parisienses revelaram que um “número limitado” de material tinha desaparecido.

Segundo a Time, porém, a imprensa francesa refere que não foi apenas um número limitado de material a desaparecer. Na verdade, além de 12 fatos de proteção, também três dezenas de pares de botas e de luvas, bem como máscaras de proteção antibacterianas terão desaparecido.

Na passada quinta-feira, dia em que o material desapareceu, Manuel Valls, primeiro-ministro francês, alertou que poderia existir o risco de serem usadas por terroristas armas químicas ou biológicas.