Início Atualidade Presentes de Natal: vestuário e brinquedos lideram a lista de compras

Presentes de Natal: vestuário e brinquedos lideram a lista de compras

0
Presentes de Natal: vestuário e brinquedos lideram a lista de compras
Brinquedos

Depois do vestuário e dos brinquedos, surgem na lista de presentes para oferecer os perfumes e relógios, que este ano conquistam 35% das intenções de compra, ultrapassando os produtos culturais (34%), que em 2014 ocupavam o terceiro lugar. Na lista prosseguem outras categorias, como os equipamentos e artigos de desporto (19%), os vouchers de oferta (19%), os cabazes (9%) e os equipamentos informáticos (7%).

De um modo geral, constata-se que são os consumidores entre os 35 e os 44 anos (85%) e entre os 25 e 34 anos (82%) os que se mostram mais generosos, revelando uma maior intenção de oferecer presentes neste Natal. Já os indivíduos mais velhos, entre os 55 e os 65 anos, são aqueles que apresentam a menor intenção de comprar presentes (68%).

Depois do vestuário, os brinquedos são o principal presente para oferta para a generalidade das faixas etárias, com exceção dos indivíduos entre os 18 e os 24 anos. De facto, os consumidores mais jovens colocam os perfumes e relógios (46%) e os produtos culturais (37%) à frente dos brinquedos (32%).

Na análise por classe socioeconómica, verifica-se que, sem surpresas, são os indivíduos da classe mais alta (AB) que mais tencionam comprar presentes para oferecer (90%). Já a classe mais baixa (C2/D) apresenta uma intenção de consumo mais comedida: apenas 64% dos indivíduos pensam comprar presentes para dar neste Natal.

Este estudo foi desenvolvido em colaboração com a Nielsen, tendo sido realizados 600 inquéritos por telefone, a indivíduos de Portugal continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, entre os dias 28 de setembro e 1 de outubro de 2015. O erro máximo é de +4.0 para um intervalo de confiança de 95%.