Contágio chinês empurra Europa para o vermelho

As principais bolsas europeias seguiam hoje a negociar negativas, regressando às perdas, a fechar uma semana marcada por receios de novos ataques terroristas na Europa e tensões geopolíticas.

1141

Cerca das 8:30 em Lisboa, o EuroStoxx 50, o índice que representa as principais empresas da zona euro, seguia a desvalorizar 0,43%, negociando nos 3.483,03 pontos.

As principais praças europeias seguiam a negociar entre as perdas de Londres de 0,55% e as de 0,29% de Madrid. Em Lisboa, o PSI20 conseguia manter-se em terreno positivo e avançava uns ligeiros 0,9%, para 5.352,60 pontos.

Para hoje, haverá reunião do Conselho Económico da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), em antecipação da reunião de 4 de dezembro, e será publicado o indicador de confiança da zona euro de novembro

O euro subia hoje na abertura do mercado de divisas de Frankfurt e trocava-se a 1,0630 dólares, face aos 1,0618 dólares da sessão de quinta-feira.

O barril de crude Brent para entrega em janeiro, por sua vez, abriu hoje em baixa no mercado de futuros de Londres, nos 45,55 dólares, depois de ter fechado a 45,59 na sessão anterior.