Carne vermelha associada a maior risco de AVC

A ciência volta a alertar para os riscos do consumo de carne vermelha.

2648

Primeiro a Organização Mundial da Saúde (OMS), agora a Universidade de Wurzburg, na Alemanha.

Depois do organismo ter colocado a carne vermelha entre os dez principais causadores de cancro, o estabelecimento de ensino alemão vem, agora, revelar que este tipo de proteína aumenta o risco de acidente vascular cerebral (AVC).

A conclusão surgiu depois dos investigadores alemães terem analisados os dados de saúde de 11 mil pessoas de meia-idade saudáveis e que não apresentavam qualquer fator de risco para AVC, como Diabetes ou doença cardíaca.

Ao longo de 23 anos, os cientistas alemães acompanharam o estado de saúde dos participantes e concluíram que aqueles que consumiam mais carne vermelha apresentavam um risco 47% maior de sofrer um AVC do que aqueles que ingeriam carne vermelha apenas pontualmente.

Para tirar as dúvidas quanto ao impacto da proteína na saúde do coração, os investigadores analisaram outros alimentos ricos neste nutriente e garantem que as carnes de aves, os mariscos, os vegetais, as leguminosas e os frutos secos não apresentam qualquer risco, lê-se no site da Fox News.

Para o autor do estudo, Bernhard Häring, não é preciso banir a carne vermelha da alimentação, apenas se deve moderar o consumo. “Não há problema em comer carne vermelha – magra, de preferência – contudo, há que limitar a quantidade”, alertou o especialista.