McDonald’s na mira de Bruxelas por fuga ao Fisco

Comissão acusa empresa de aproveitar benefícios no Estado europeu para fugir aos impostos.

986

Uma investigação da Comissão Europeia pode estar prestes a deixar a McDonald’s em maus lençóis, devido a uma alegada fuga aos impostos utilizando o paraíso fiscal do Luxemburgo.

Em comunicado oficial, Bruxelas revelou ter iniciado uma “investigação formal sobre o tratamento fiscal da McDonald’s no Luxemburgo”, acusando a empresa norte-americana de  “um acordo fiscal prévio” que poderá ter criado “um tratamento fiscal favorável em violação da legislação da UE em matéria de auxílios estatais”.

“A Comissão avaliará se as autoridades luxemburguesas aplicaram uma derrogação seletiva das disposições da sua legislação nacional” esclarece o documento de Bruxelas.

“Com base em dois acordos prévios aprovados pelas autoridades luxemburguesas em 2009, a McDonald’s Europe Franchising não pagou desde então nenhum imposto sobre as sociedades no Luxemburgo, apesar de ter registado lucros consideráveis (mais de 250 milhões de euros em 2013)”, acusa a Comissão Europeia, referindo-se a ganhos conseguidos através dos ‘franchises’ na Europa e Rússia.

Em declarações ao Financial Times, um representante da McDonald’s garantiu que a empresa ainda não foi notificada, mas garantiu estar confiante: “Caso a investigação avance, será decidida a nosso favor”.