Electrolux abandona compra de empresa da General Electric

A empresa sueca Electrolux anunciou esta segunda-feira que deixou de estar compradora da divisão de produção de eletrodomésticos detida pela norte-americana General Electric, que rescindiu o contrato de compra e venda.

1215

O acordo estava em standby desde Setembro, quando foi anunciado, e supunha a aquisição por 3.300 milhões de dólares (2.800 milhões de euros à cotação atual). As autoridades judiciais norte-americanas tinham-se oposto à operação, alegando que criaria um duopólio no sector.

O presidente da empresa, Keith McLoughlin, lamentou, em comunicado, que o regulador não se tenha deixado convencer pelas explicações em relação às limitações de concorrência e que a General Electric tenha denunciado unilateralmente o contrato.

Os custos suportados pela empresa no processo de aquisição ascenderam, nos primeiros nove meses do ano, a 402 milhões de coroas suecas (43,42 milhões de euros). As contas do último trimestre também serão afetadas pelo impacto de um empréstimo intercalar contraído para suportar a operação.

As ações da Electrolux afundam 13,10% em Estocolmo, para 207,5 coroas suecas. Os títulos da General Electric recuam 0,62% para 30,29 dólares em Nova Iorque.