Farmacêuticas: Sanofi e Boehringer em negócio de 22,8 mil milhões

A Sanofi está em negociações exclusivas com a Boehringer, com vista a um negócio de troca de ativos, avaliado em 22,8 mil milhões de euros, naquela que será a maior operação em mais de uma década para o gigante francês da indústria farmacêutica.

2305

Segundo avançou a Sanofi num comunicado de hoje, o objectivo passa por trocar o seu negócio de saúde veterinária, avaliado em 11,4 mil milhões de euros, pela operação de saúde humana da germânica Boehringer, com um valor de 6,7 mil milhões de euros. As negociações preveem ainda pagamento em “cash” de 4,7 mil milhões de euros por parte da Boehringer.

As ações da Sanofi estão a beneficiar do anúncio de hoje, registando a maior subida desde Junho– seguem a valorizar 4,98% para os 78,45 euros na bolsa de Paris – já que este negócio permitirá redesenhar a companhia farmacêutica francesa que se prepara para enfrentar nos próximos dois anos um abrandamento dos seus resultados devido à queda das vendas de insulina. A troca de ativos permitirá à Sanofi ficar com a maior quota de mercado no segmento mundial de saúde do consumidor, enquanto a Boehringer se torna a segunda maior empresa de saúde veterinária do mundo.

As empresas pretendem ver concluída esta operação no quarto trimestre de 2016, que está sujeita à aprovação dos reguladores.

Uma troca de ativos entre a Sanofi e a Boehringer segue um padrão de negócio estabelecido entre a GlaxoSmithKline e a Novartis, que no início deste ano fecharam um negócio de 20 mil milhões de dólares (18 mil milhões de euros) em que a empresa britânica trocou o seu negócio de medicamentos para o cancro pela operação de vacinas do gigante suíço.