Banco da China prevê que economia cresça 6,8%

O crescimento da economia chinesa deverá abrandar ligeiramente para 6,8% em 2016, menos uma décima do que o valor anteriormente estimado pelo Banco Central da China, revelou a instituição de supervisão.

1231
Banco Central da China

A recuperação do mercado imobiliário e a melhoria da procura externa, segundo o Banco da China, deverão sustentar o crescimento da maior potência asiática no próximo ano, compensando as pressões em baixa do Produto Interno Bruto (PIB) chinês.

O excesso de capacidade produtiva, a morosidade e a queda dos lucros das empresas são os principais fatores que penalizam o crescimento da China, segundo o Banco Central chinês, embora este realce o “impacto positivo” das políticas macroeconómicas.

A economia chinesa cresceu 6,9% no terceiro trimestre deste ano, face a igual período do ano passado, menos quatro décimas que o crescimento de 7,3% observado em 2014.

O crescimento de 6,9% do PIB chinês no terceiro trimestre deste ano, em termos homólogos, coloca-o no nível mais baixo desde 1990.