Sete erros que provavelmente comete quando vai comer fora

O guia dado pelos ‘especialistas’ da restauração para se tornar num melhor comensal.

709

No fim do almoço ou jantar no restaurante rapa os pratos todos para facilitar a vida ao empregado? Cheira a rolha para tentar saber mais sobre o vinho? Talvez não o devesse fazer.

O Independent pediu a vários veteranos da indústria da restauração que apontassem as gaffes mais comuns que veem acontecer nos seus restaurantes. Mostramos-lhe sete:

Rapar ou empilhar os pratos. Depois de terminar a refeição é melhor deixar a arrumação para os funcionários do restaurante. Uma torre de pratos é “um sinal visual para as pessoas da sala de refeição de que o serviço não é bom”, diz Parker. Apesar de a intenção de ajudar o empregado ser boa, provavelmente até empilhou os ratos de uma forma que ele não considera segura, o que acaba por dar ainda mais trabalho.

Tocar no empregado de mesa. Justin Abad diz que pode “parecer óbvio” mas explica que “ficaria surpreso” com o número de vezes que isso acontece, mesmo que sem intenção.

Cheirar a rolha. Se quer apreciar e analisar o vinho o melhor mesmo é beber um pouco. “Cheirar a rolha não lhe diz nada que o vinho não lhe diga”, Zutant destaca. “Além disso, fá-lo parecer tontinho”, reforça.

Esfregar os pauzinhos. Can Yurdagul explica que os pauzinhos descartáveis podem ficar com farpas quando os separa, mas evite esfrega-los um no outro para ficarem mais suaves. Isto porque envia subtilmente a mensagem de que não lhe serviram os pauzinhos de qualidade que era suposto.

Adicionar gelo ao whiskey. “Não há forma errada de beber whiskey” mas se procura ter toda a essência desta bebida, não ponha gelo, aconselha Thomas. “Qualquer coisa fria pode entorpecer e apagar o seu palato. O gelo não lhe permite ter todo o sabor” do whiskey.

Ficar a falar à mesa. Jantar fora no primeiro encontro? Seja consciente e não passe horas à mesa a falar já depois de ter terminado a refeição.

Exagerar no molho de soja. No Japão a etiqueta do sushi é molhar – e não mergulhar – o sushi no molho se soja. Se ensopar o seu sushi no molho de soja, não só o arroz vai ficar como terra como se irá desfazer e ficar só com o sabor do molho.