Associação Direito do Consumo queixa-se de uso ilegal de crianças em publicidade

Segundo a APDC, desde o início do ano, duas marcas recorrem frequentemente a crianças nas suas publicidades.

2095

A Associação Portuguesa de Direito do Consumo (APDC) anunciou hoje a apresentação de uma queixa na Direção-Geral do Consumidor e no Ministério Público contra uma marca de automóveis e outra de detergentes por uso ilegal de crianças na sua publicidade televisiva.

«O uso de crianças em publicidade que não lhes é especificamente dirigida é ilegal e imoral», frisou Mário Frota, presidente da associação, citado num comunicado da APDC.

De acordo com a nota, desde o início do ano que as duas marcas recorrem «ilegalmente ao uso de crianças na sua publicidade sem que os produtos publicitados lhes sejam destinado».