Setor hoteleiro com maior capacidade de encarar os novos paradigmas de gestão

O estudo “A produtividade das empresas do canal Horeca em Portugal” promovido pela Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (Ahresp) e efetuado pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, destaca o setor hoteleiro como o mais preparado para encarar os desafios ao nível da gestão.

2360

De acordo com o Público, que teve acesso ao estudo, que só será apresentado hoje, a análise ao setor hoteleiro demonstra “a penetração crescente de capital estrangeiro”. E, principalmente, uma “capacidade diferente de desempenho e de resistência a conjunturas difíceis”, quando comparado com outros setores, em especial a restauração. Sendo assim, de acordo com o estudo, “será mais rápida a transição para os novos paradigmas (deste setor), sobretudo quando se abordam questões-chave, como a inovação, a diferenciação, a competitividade, a produtividade e qualidade”, entre outros.
De acordo com o Público, o estudo chega ainda à conclusão que a reposição do IVA na restauração não vem resolver os problemas do setor da restauração, apesar de poder ajudar a recuperar o dinamismo das empresas.
Os principais desafios identificados pelo estudo, relativamente às empresas do canal Horeca em Portugal, passam então “pelo saneamento financeiro” e pelo aumento da produtividade, sendo importante procurar “novos produtos” e segmentos de mercado, adequados ao que os clientes procuram hoje.