Voto contra de Isabel dos Santos chumba cisão dos ativos africanos do BPI

Os acionistas do BPI chumbaram hoje a cisão dos ativos africanos numa nova sociedade, operação que visava responder às exigências do Banco Central Europeu (BCE) de redução da exposição do banco a Angola, anunciou hoje o presidente do banco.

1061

A chave da aprovação da cisão dos ativos africanos estava na empresária angolana Isabel dos Santos, uma das principais acionistas do BPI através da Santoro (com 18,58% do capital), que já há algumas semanas tinha feito saber que era contra o projeto de cisão e que agora confirmou esta posição, votando contra e inviabilizando a operação.

Em conferência de imprensa no final da assembleia-geral (AG) de acionistas, que decorreu esta manhã no Porto com 82,35% do capital representado, Artur Santos Silva informou que a proposta de cisão não foi aprovada por não ter sido alcançada a necessária maioria qualificada de dois terços dos votos emitidos, tendo apenas obtido os votos favoráveis de 63,08%.