O candidato dos EUA que assusta o mestre do terror. E não é Trump

Stephen King já criticou Donald Trump publicamente. Mas há um candidato que o deixa mais preocupado.

1060

Este ano de 2016 é de eleições presidenciais nos Estados Unidos e a etapa das primárias, que vai prolongar-se durante os próximos meses, já começou.

Stephen King, autor que se destacou como um dos mais prolíficos autores de terror (escrevendo vários livros transformados em filmes) falou sobre o candidato que mais o assusta.

Como recorda o Huffington Post, Stephen King, que conheceu e foi condecorado por Barack Obama no ano passado, chegou a escrever no Twitter no último mês de dezembro que já não consegue publicar mais nada naquela plataforma sobre Donald Trump. “Que alguém na América considerasse sequer votar neste coiote raivoso deixa-me sem palavras”, escreveu na altura.

Estamos em fevereiro, Donald Trump acaba de se destacar, vencendo as primárias mais recentes, no estado de New Hampshire. Mas não é ele o candidato que mais o assusta.

“Penso que Trump, no final, seria mais elegível do que o [Ted] Cruz, porque o Cruz é um fundamentalista cristão”. Stephen King diz mesmo que eleger Cruz seria como um eleger um imã, que como governante daria mais atenção às escrituras do que à Constituição dos Estados Unidos. Mas as suas críticas não se ficam apenas pelo perfil político.

“Mesmo que ele fosse capaz de nos governar sem fazer explodir o mundo, será que éramos capazes de olhar durante quatro anos para alguém que parece um apresentador de concursos num canal na televisão por cabo?”, ironizou.

Stephen King, por esta altura, poderá ter razões para se preocupar sobre quem será o futuro candidato republicano. É que se o excêntrico milionário Trump venceu a segunda de duas etapas das primárias do partido. A primeira, no Iowa, terminou precisamente com a vitória… de Ted Cruz.