Salário mínimo na Venezuela aumenta 20% a partir de março

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na quarta-feira um aumento de 20% do salário mínimo, que entrará em vigor a partir do próximo mês de março.

2615

“Vamos combinar um aumento, o primeiro deste ano, para defender o rendimento real dos trabalhadores e trabalhadoras, de 20% do salário e de 2,5% na base do cálculo do ‘cesta-ticket’ [subsídio de alimentação]”, disse.

Nicolás Maduro falava em Caracas, durante uma reunião de ministros transmitida pelas rádios e televisões do país, em que fez um balanço da Agenda Económica Bolivariana para enfrentar a crise venezuelana.

Segundo o chefe de Estado, “o rendimento integral dos trabalhadores e trabalhadoras” passará de 16.399 bolívares para 24.853 bolívares (de 1.477 euros para 2.239 euros), já com o subsídio de alimentação incluído.

Segundo Nicolás Maduro, o aumento abrange também os reformados e pensionistas venezuelanos.

Os venezuelanos queixam-se com frequência dos elevados preços dos produtos, num país onde um café custa 120 bolívares (10,81 euros), um quilograma de carne de vaca ronda os 1.800 bolívares (162,16 euros) e uma sopa custa 400 bolívares (36,03 euros).

Segundo os últimos dados oficiais divulgados pelo Banco Central da Venezuela, entre outubro de 2014 e setembro de 2015, a Venezuela registou mais de 140% de inflação.