Mais acidentes de viação mas menos mortos e feridos graves nos dois primeiros meses do ano

Lisboa é o distrito com maior número de vítimas mortais.

745

Nos primeiros dois meses deste ano registaram-se 21.205 acidentes nas estradas de Portugal continental, mais 1.966 do que em igual período de 2015, dos quais resultaram 73 mortos, menos seis do que um ano antes, 306 feridos graves (-1 do que em 2015) e 6.046 feridos ligeiros (mais 579), informa a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Lisboa é o distrito com maior número de vítimas mortais – 12 -, tendo registado mais oito óbitos do que em igual período de 2015. Seguem-se Aveiro, com nove mortes (menos três) e Setúbal, com oito vítimas mortais (mais sete).

No extremo oposto, o distrito de Viana do Castelo ainda não registou qualquer morte, enquanto a Guarda contabiliza uma vítima mortal. Beja, Braga, Bragança, Faro e Vila Real registaram duas mortes cada.

As estatísticas da ANSR, com base em dados da GNR e PSP, apenas contabilizam como vítimas mortais aquelas cujo óbito ocorre no local do acidente ou no transporte até à unidade de saúde.