Portugueses doaram 10.500 medicamentos ao Banco Farmacêutico

A VIII Jornada de Recolha de Medicamentos do Banco Farmacêutico (BF), realizada no dia 27 de fevereiro, angariou 10.500 medicamentos e produtos de saúde que serão doados a 90 instituições particulares de solidariedade social (IPSS).

658

Os medicamentos e produtos de saúde doados pelos portugueses, num valor estimado em cerca de 42.500 euros, serão encaminhados para as IPSS que se associaram a esta iniciativa e chegarão a mais de 93 mil utentes destas instituições.
A campanha de 2016 contou com a participação de 166 farmácias dos distritos de Lisboa, Setúbal, Santarém, Leiria, Coimbra, Évora, Beja, Faro, Aveiro, Braga, Porto, Vila Real e Bragança.
Apesar das condições climatéricas adversas que se fizeram sentir em algumas regiões no dia da recolha terem diminuído a afluência às farmácias, o balanço é positivo e os portugueses que se deslocaram às farmácias aderiram com entusiasmo e generosidade. Com mais farmácias, instituições e voluntários (600) do que no ano passado “este resultado prova que os portugueses mantêm a tradição de ser um povo solidário e atento às necessidades dos mais desfavorecidos”, afirma Luís Mendonça, presidente do Banco Farmacêutico.
Em oito anos de Jornadas de Recolha de Medicamentos tem-se registado um crescimento contínuo do número de farmácias e instituições apoiadas. Desde 2009, ano em que a iniciativa decorreu pela primeira vez em Portugal, o Banco Farmacêutico já recolheu 60.000 medicamentos e produtos de saúde.
E em 2017 Luís Mendonça ambiciona chegar ainda mais longe: incluir mais farmácias, mais instituições e chegar a novas regiões do país é o objetivo do Banco Farmacêutico para o próximo ano.
Farmácias, IPSS ou voluntários que queiram participar na próxima edição desta recolha de medicamentos devem contactar o Banco Farmacêutico, acedendo a http://www.bancofarmaceutico.pt/, onde encontrarão mais informação sobre este projeto.
A VIII Jornada de Recolha de Medicamentos contou com o apoio de cada uma das farmácias aderentes, da Ordem dos Farmacêuticos, da Associação Nacional de Farmácias (ANF), da Logista Pharma e da Guess What.