A iniciativa é promovida pela Sociedade Ponto Verde e visa apoiar projetos de Investigação & Desenvolvimento (I&D), modelos e projetos de negócio impulsionadores e dinamizadores da economia circular. Os interessados poderão submeter as candidaturas através do site http://pontoverdeopeninnovation.com.
A iniciativa, que conta com apoio institucional  do Ministério do Ambiente, será operacionalizada com um conjunto de parceiros de relevo das mais diversas áreas, nomeadamente investigadores, investidores, associações setoriais, empresas e universidades, que poderão proporcionar diversos tipos de apoio, nomeadamente mentoring, incubação de empresas e financiamento.

Luís Veiga Martins
Luís Veiga Martins

São passíveis de candidatura projetos submetidos por Universidades, Instituições do Sistema Científico e Tecnológico Nacional e outras entidades, Empresas, Associações e Organizações Não Governamentais, bem como de empreendedores individuais ou equipas e startups até três anos de existência.
Após esta fase, seguem-se a verificação e avaliação de mérito das candidaturas, realizadas por entidades independentes e, posteriormente, a avaliação das mesmas pelo Advisory Board do Ponto Verde Open Innovation. Entre setembro e outubro terá lugar um Bootcamp, organizado pela Nova School of Business and Economics, no qual poderão participar os responsáveis pelos projetos anteriormente selecionados pelo Advisory Board. Por último, os projetos serão avaliados pela comissão executiva da Sociedade Ponto Verde e pelos parceiros do Ponto Verde Open Innovation.
O projeto conta ainda com o apoio das seguintes entidades: AEP – Câmara de Comércio e Indústria, AEPSA – Associação das Empresas Portuguesas para o Setor do Ambiente, Building Global Innovators, Centro para a Valorização de Resíduos, EY, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Fundação AIP, Millennium Capital, Nova School of Business and Economics, Porto Business School, Startup Lisboa, The Lisbon MBA, Universidade do Minho, Universidade do Porto e VDA – Vieira de Almeida Associados.
O Advisory Board do projeto é constituído por Ana Isabel Trigo Morais, António Barahona d’Almeida, António Lobo Antunes, Augusto Mateus, Fernando Leite, Francisco Nunes Correia, Jorge Rodrigues, Miguel Fontes, Nuno Lacasta, Paulo Ferrão e Viriato Soromenho-Marques.
Ao longo dos seus 19 anos, a Sociedade Ponto Verde tem vindo, no âmbito da sua missão, a apoiar e dinamizar a investigação e desenvolvimento, tendo investido mais de 2 milhões de euros em projetos e estudos que se revelaram fundamentais para melhorar processos de recolha, de transporte, de triagem e de reciclagem e, inclusivamente, para o aparecimento de novas técnicas e de novos negócios. Destacam-se projetos como os Plásticos Mistos, que contribuíram para a reciclagem de plásticos que, no passado, constituíam refugo das estações de triagem; ou o baldeamento assistido, projeto que tem proporcionado ao setor horeca (hotéis, restaurantes e cafés) uma forma eficiente e fácil de depositar o vidro recolhido nos seus estabelecimentos em ecopontos especialmente adaptados para recolher grandes quantidades de embalagens.